EY - Martina Navratilova

Athlete interview:

Martina Navratilova, Czech Republic

  • Compartilhar

The tennis champ reflects on life after sports

A primeira ginasta a ganhar um "10 perfeito" explica por que não se sente mal em cometer erros


Tennis champion, commentator and author
Navratilova amassed an unmatched number of professional records over a 40-year career, winning 59 Grand Slam crowns and a record 9 Wimbledon singles championships. As one of the first openly gay sports figures, she also spent much of her career overcoming prejudices and stereotypes. More recently, she wrote Shape Your Self, a guide to personal fitness and healthy living.


Campeã do tênis, comentarista e escritora
Navratilova acumulou um número sem igual de recordes profissionais ao longo de uma carreira de 40 anos, vencendo 59 Grand Slams e um recorde de 9 campeonatos individuais em Wimbledon. Como uma das primeiras esportistas a assumir sua homossexualidade, ela também passou boa parte de sua carreira superando preconceitos e estereótipos. Mais recentemente, ela escreveu Shape Your Self, um guia de condicionamento físico pessoal e de vida saudável.

Q

When you were competing, did you ever think about what you wanted to do when you retired from professional tennis?

Quando você competia, alguma vez pensou sobre o que queria fazer quando se aposentasse do tênis professional?

 

Not really, because by the time I started playing on the tour, I just wanted to concentrate on competing. With tennis, particularly when you get to the top level, it’s all or nothing. I used to travel with my schoolbooks when I was touring Czechoslovakia, but I could not make myself open the books and read. I was totally in the tennis mindset.

Nowadays, it’s so much easier to plan ahead with computers and other modern technology. Back then, I wanted to be an architect or an engineer, but there was no way to pursue that while I was still playing. By the time I retired, I was 38 years old and I didn’t have to work.

Na verdade não, porque na época que eu comecei a jogar no circuito só queria me concentrar na competição. Na minha opinião, no Tênis, quando você chega ao topo é tudo ou nada. Eu costumava viajar com meus livros da escolar durante a turnê na Tchecoslováquia, mas não conseguia nem abri-los. Eu estava completamente focada no tênis.

Hoje é muito fácil se planejar com antecedência com os computadores e outras tecnologias modernas. Naquela época eu queria ser arquiteta ou engenheira, mas não havia como correr atrás disso enquanto eu estivesse jogando. Quando me aposentei eu estava com 38 anos e não tinha que trabalhar.

Q

Tennis players can earn top money, but if you’re playing in the WNBA or you’re an Olympian, you’re not likely going to make that kind of money. Do you have any insight for younger athletes on how they could best prepare?

Jogadoras de tênis podem ganhar muito dinheiro, mas se você estiver jogando na WNBA ou caso seja uma atleta olímpica, é provável que você não ganhe muito dinheiro. Você tem algum conselho para as jovens atletas sobre como elas poderiam se preparar melhor?

 

There are two important things to consider here: one, what can you be passionate about that can also sustain you on a financial level after you retire? And two, how do you invest the money that you made while you were competing?

You need to get really good financial help while you’re competing. So many athletes are mismanaged, and you read these horror stories of someone losing all their money. Many accountants don’t know how to deal with the complicated reality that a pro athlete earns money from many different countries around the world. They don’t just live and earn in one state, and it gets difficult.

It’s such a short span when you make that maximum amount of money too, so it’s a two-pronged approach to managing your future: manage the money that you have right now so you can live well, but educate yourself regarding the type of investments you need to have a secure future.

Há dois itens importantes a serem consideradas aqui: Primeiro: o que você gosta de fazer que também poderá sustentá-la, financeiramente falando, depois que você se aposentar? Segundo: como você investe o dinheiro que ganha competindo?

Você precisa formar uma excelente reserva financeira enquanto estiver competindo. Muitas atletas são mal administradas e depois você lê aquelas histórias horríveis de alguém perdendo todo o seu dinheiro. Muitos contadores não sabem como lidar com a complicada realidade de que uma atleta profissional recebe dinheiro de diferentes países ao redor do mundo. Elas não vivem e recebem de um único estado, e isso complica.

Sem contar o fato de que você consegue ganhar uma quantia bem alta de dinheiro em um curto período. Sendo assim, trata-se de uma abordagem em duas vertentes para administrar seu futuro: administrar o dinheiro que você tem agora para que você viva bem, mas se policiar com relação aos tipos de investimentos que você precisa para ter um futuro seguro.


EY - Portrait of Martina Navratilova
 
"Transition is different for every athlete and can be difficult, particularly for women, who don’t have the opportunities that men have. Women really have to create opportunities for themselves." – Martina Navratilova
 


EY - Portrait of Martina Navratilova
 
"Transition is different for every athlete and can be difficult, particularly for women, who don’t have the opportunities that men have. Women really have to create opportunities for themselves." – Martina Navratilova
 

Q

Do you have any specific advice for the younger people who don’t really have any concept of dealing with finances?

Você tem algum conselho especifico para as jovens que não têm nenhuma noção de como ligar com finanças?

 

It’s difficult to afford a manager early on, so learning as much as you can about how to manage money during any down-time you have is important. When you’re in a position to hire a manager, lawyer or accountant, get recommendations from people you trust so you have a better chance of finding someone who knows what they’re doing.

It’s also important to play an active part in managing your own money. Be in touch with your investments, so you understand what’s going on. Fortunately, these days with online access, it’s so much easier to do that.

É difícil arcar com os custos de um administrador no início da carreira, dessa forma, é importante aprender o máximo que puder, durante qualquer tempo livre, sobre como administrar finanças. Quando você puder contratar um administrador, advogado ou contador peça recomendações a pessoas em que você confie para ter uma maior chance de encontrar alguém que saiba o que está fazendo.

 

Também é importante desempenhar um papel ativo na gestão do seu dinheiro. Mantenha-se informada sobre seus investimentos para que você entenda o que está acontecendo. Felizmente, hoje em dia com o acesso online é muito facial fazer isso.

Q

Do you feel growing up as an elite athlete has helped you deal with life’s issues in your post-athletic existence?

Você acha que crescer como uma atleta de elite lhe ajudou a lidar com questões da vida na sua existência pós-atlética?

 

Being headstrong at times can be a negative, but overall it’s a blessing. One of the most valuable advantages is learning how to deal with failure, how to adapt, how to adjust, how to get back up with a positive attitude. It all translates into regular life and certainly into business life afterwards.

All those lessons are very useful in the grand scheme of things. If you do fail, if something goes wrong, you just have to figure out how to fix it. You don’t dwell on the negative. You figure out a solution. If you keep thinking about the lost shot, you can’t ever play the next one.

Tennis I think is pretty much the ultimate game of staying in the moment ─ you learn from your mistakes and concentrate on the task at hand, whatever that might be.

Às vezes ser teimoso pode ser negativo, mas de forma geral é uma benção. Uma das vantagens mais valiosas é aprender como lidar com o fracasso, como adaptar, ajustar e como se levantar com uma atitude positiva. Tudo isso se traduz em uma vida normal e depois, provavelmente, em negócios.

Todas essas lições são muito úteis de forma geral. Se você falhar ou se algo der errado você apenas tem que descobrir como consertar isso. Não seja pessimista. Encontre uma solução. Se você ficar pensando na oportunidade perdida, não vai conseguir aproveitar a próxima.

Acredito que o tênis seja praticamente o jogo em que você de fato vive e decide o momento presente - você aprende com seus erros e se concentra no dever em suas mãos, seja ele qual for.

Q

Did you feel like you were prepared for your retirement from professional tennis?

Você se sentia preparada para se aposentar no tênis profissional?

 

I think retiring athletes just need to stay on top of what’s going on in the world and have interests outside their sport. I was worried that I wouldn’t have enough to do after I quit, so I said “yes” to many things in the first year, possibly too many. And the second year I felt I didn’t do enough. It wasn’t until the third year that I kind of found the balance of work and play, of being able to do other things while still feeling in touch with the sport.

I was very interested in politics, philanthropy, learning new skills. I got a pilot’s license and got into woodworking. I got interested in other things but I didn’t have to make money.

But transition is different for every athlete and can be difficult, particularly for women, who don’t have the opportunities that men have. Women really have to create opportunities for themselves.

Acho que as atletas aposentadas precisam apenas estar um passo à frente do que acontece no mundo e se interessar por assuntos distintos da modalidade esportiva a que se dedicaram. Fiquei preocupada em não ter o que fazer depois que me aposentasse, então eu falei para mim mesma, “sim" tenho muitas coisas a fazer no primeiro ano e, possivelmente, coisas até demais. No segundo ano senti que não tinha feito o suficiente. Foi no terceiro que meio que descobri o equilíbrio do trabalho e lazer, de estar disponível para fazer coisas enquanto ainda me sentia em contato com o esporte.

Eu estava muito interessada em política, filantropia e aprendizado de novas habilidades. Eu tirei brevê de piloto e entrei para o universo da carpintaria. Eu me interessei por outras coisas, mas não precisava ganhar dinheiro.

Mas essa transição é diferente para cada atleta e pode ser difícil, principalmente para as mulheres que não têm as mesmas oportunidades que os homens. As mulheres precisam de fato criar suas próprias oportunidades.

Q

You also got into broadcasting. What other things are you doing today professionally?

Você também entrou para a transmissão esportiva. Quais outras atividades você exerce hoje profissionalmente?

 

Well, I love to teach, so broadcasting is natural for me because I feel like I’m teaching through that. I am an Ambassador for Health and Fitness for AARP and do a lot of speaking engagements on their behalf. AARP is a mostly non-profit organization that helps people over 50 get more out of life as they age and helps them prepare for life after retirement.

I also address corporations, banks, law firms, investment firms. I think most athletes have an interesting story to tell because you have to overcome amazing odds to get to the elite competitive level. There are great opportunities for athletes to share their stories.

In addition, I work with BT, which is a new, ESPN-type sports channel in the UK. They own the rights to the Women’s Tennis Association (WTA) tour worldwide. I stay with what I know, which is tennis, and now I’m also teaching it. That’s an easy transition I think for most athletes.

Bem, eu amo lecionar, então a transmissão é natural para mim já que me sinto uma professora fazendo isso. Sou Embaixadora da Saúde e Fitness pela American Association of Retired Persons - AARP (Associação Americana de Aposentados) e dou várias palestras em nome da Associação. A AARP é uma organização sobretudo sem fins lucrativos que ajuda as pessoas acima dos 50 anos a aproveitarem a vida ao máximo, à medida que envelhecem, preparando-as para a vida após a aposentadoria.

Também abordamos corporações, bancos, e firmas de direito e de investimentos. Acredito que a maioria das atletas tem uma história interessante para contar, pois precisa superar conflitos incríveis para chegar ao nível competitivo de elite. Há ótimas oportunidades para as atletas compartilharem suas histórias.

Além disso, trabalho com o “BT” que é um novo tipo de canal esportivo da ESPN no Reino Unido. Eles detêm os direitos do torneio mundial da Women’s Tennis Association -WTA (Associação de Tênis Feminino). Continuo fazendo o que sei, que é o tênis, e hoje também dou aulas de tênis. Acho que essa é uma transição fácil para a maioria das atletas.

Q

Why do you think it’s important for women to support women, as they do in the EY Women Athletes Global Leadership Network?

Porque você acha que é importante para as mulheres apoiarem umas as outras, como fazem na EY Women Athletes Global Leadership Network?

 

I’m not extroverted at all, so I didn’t do nearly enough networking. But it’s huge for women to understand how their sport works and then, of course, to build relationships with their sponsors. This combination creates teamwork, and who better than an athlete knows how important it is to be able to lean on teammates for help or to offer help to a teammate when she needs it?

It’s essential to build those relationships for your sanity and to expand yourself while you’re committed to your sport. For the future, for life after tennis, for life after basketball, for life after swimming, you can take these natural steps so that at the next stage you don’t have to start from scratch.

Não sou muito extrovertida, então eu não fiz networking o suficiente. É difícil para as mulheres entenderem como o seu esporte funciona e, é claro, construir relacionamentos com seus patrocinadores. Essa combinação cria trabalho em equipe, e quem melhor do que uma atleta para saber o quanto é importante poder se apoiar nas companheiras para ajudá-la ou oferecer ajuda a uma companheira quando ela precisa?

É extremamente importante construir esses relacionamentos para sua saúde mental e para se expandir enquanto você está comprometida com o seu esporte. Você pode usar essas medidas simples para o future, para a vida após o tênis, basquete ou natação, para que na próxima etapa você não tenha que começar do zero.

Q

You’ve been very open about how your personal life affected your sponsorships. How is it different for gay athletes now compared to when you were growing up, and what kind of advice would you have for gay athletes today?

Você tem sido muito clara sobre como a sua vida pessoal afetou os seus patrocínios. De que forma hoje a situação é diferente para atletas homossexuais, comparada com quando você estava crescendo, e que conselho você daria para uma atleta homossexual hoje?

 

Obviously it’s easier these days. It’s not okay to be prejudiced against gays anymore, although certain people still are. It’s kind of ironic that you used to have to stay in the closet about being gay. Now, they need to stay in the closet about being against gays.

Times have changed. I didn’t really get any endorsements outside of tennis gear. I didn’t have anything going on for me in this country and it still is an issue for me. I just recently found out that there was a possibility of getting a clothing deal, but it was nixed because the company doesn’t want to sponsor a lesbian. Of course today this company wouldn’t go public about that. Back then they would have, but not today.

But even though there is still prejudice, you can actually get deals because you are out. The more progressive companies like that kind of association and know their customers can relate to the idea of being courageous and true to yourself. I’ve been asked to do many speaking engagements ─ people want that story told.

Many companies, however, still want vanilla. They don’t want chili spice. You heard it from Michael Jordan. They asked, “Well, what’s your political thing?” And he says, “I can’t get political because Republicans buy sneakers too.” He didn’t want to offend anybody.

A lot of athletes don’t speak out politically, and some certainly don’t want to be out as gay athlete because it still can be a negative. I would say to those athletes, to the women who are thinking about coming out, do it, because you will be a better athlete for it. You will be a much happier person, and eventually, you will get deals because of the fact that you’re gay, not despite it.

Obviamente é muito mais fácil hoje em dia. Não se pode mais ser preconceituoso com relação a homossexuais, embora algumas pessoas ainda sejam. É meio irônico o fato de que você tinha que “ficar no armário” sobre ser homossexual. Hoje os outros é que precisam “ficar no armário" pelo fato de serem preconceituoso.

Os tempos mudaram. Eu realmente não obtive endossos de nenhum tipo fora do mundo do tênis. Não fizeram nada por mim nesse país e isso ainda é um problema para mim. Recentemente descobri que houve a possibilidade de entrar em um negócio de roupas, mas foi vetado porque a empresa não queria patrocinar uma lésbica. É claro que hoje em dia essa empresa jamais manifestaria tal posição em público. Naquela época eles fariam isso, mas hoje não.

Apesar de ainda haver preconceito, na verdade você pode receber ofertas porque é assumido. As empresas mais progressistas gostam desse tipo de associação e sabem que seus clientes podem relacionar isso com a ideia de serem corajosos e fiéis a si mesmos. Sou chamada para dar muitas palestras - as pessoas querem que essa história seja contada.

No entanto, muitas empresas ainda preferem ficar em cima do muro, não querem arriscar. Michael Jordan que disse isso. Perguntaram para ele “Qual é o seu lugar na política?" E ele respondeu "Não posso me envolver com política porque os republicanos também compram tênis." Ele não queria ofender ninguém.

Muitos atletas não falam abertamente sobre política, e alguns não querem se assumir como atletas gays porque pode repercutir negativamente. Eu diria a essas atletas, às mulheres que estão pensando em se assumir, que o façam porque você se tornará uma atleta melhor por conta disso. Você será uma pessoa mais feliz e provavelmente fechará negócios pelo fato de, e não apesar de, ser homossexual.

Q

In the context of helping to support Olympians who are considering retirement after the Rio games, is there anything else you want to add?

No contexto de ajudar a dar apoio às Atletas Olímpicas, quem está considerando a aposentadoria depois dos jogos do Rio, há mais alguma coisa que você queira acrescentar?

 

I think it is important for women to help women. Who else is going to help you? Guys can’t really relate.

To me it goes without saying that if I see two kids out there, I’m more likely to help the girl than the boy because boys get the help automatically. They get the support. They get the encouragement. They get the “Come on, you can do it.” With the girls it’s, “Okay, don’t worry about it dear.” It’s essential that we women help other women.

Acho que é importante para as mulheres se ajudarem. Quem vai te ajudar? Os rapazes não conseguem se relacionar muito bem quando se trata dessa questão.

Para mim parece lógico que, se eu vir duas crianças precisando de auxílio, é mais provável que eu ajude a menina porque os meninos conseguem ajuda automaticamente. Eles conseguem o apoio, já têm o encorajamento. Já nascem com a seguinte filosofia “Vamos lá, você consegue”. Com as meninas é assim “Tudo bem, não se preocupe com isso querida”. É essencial que nós mulheres ajudemos outras mulheres.

Q

If you weren’t a tennis player, do you have any idea what you would have done?

Se você não fosse tenista, você tem alguma ideia do que teria feito?

 

Well, I’m too much of an athlete not to have competed, so it would probably have been something athletic. I would have liked to be a racecar driver, or a skier, or possibly compete in the heptathlon.

But on a different level, I think I would have studied. I would have built things. I like creating something out of nothing, and I would have been happy as an engineer or an architect, or a builder. Somehow I would have managed to make my mark.

Bem, teria tudo para ter sido uma grande competidora de atletismo. Teria curtido também ser piloto de corrida, esquiadora, ou quem sabe competir como pentatleta.

Mas por outro lado, acho que teria estudado. Teria construído coisas. Gosto de criar coisas do nada e teria sido feliz como engenheira ou arquiteta, ou até uma empreiteira. Algo que eu administrasse de forma a ter a minha marca.


Want to learn more about what elite athletes can do after sports? Join our network.



Quer saber mais sobre o que atletas de elite podem fazer depois do esporte? Junte-se à nossa rede


The views of third parties set out in this publication are not necessarily the views of EY. Moreover, the views should be seen in the context of the time they were expressed.

As opiniões de terceiros emitidas nesta publicação não refletem necessariamente as opiniões da EY. Além disso, as opiniões devem ser vistas no contexto do período em que foram emitidas.

Martina Navratilova, Czech Republic

Martina Navratilova, República Checa

Athlete interview:

Entrevista com a atleta: