• Building a better world

    Em um período pós-crise, como as operadoras de previdência e os legisladores podem melhorar o sistema de aposentadoria mantendo a atenção nos clientes?

  • Insights into cybersecurity and risk (Part 2)

    The second in our two-part series explores cyber liability insurance and how insurers and reinsurers provide warranties and mitigation as part of risk assessments.

  • European Solvency II survey 2014

    Tendo em vista o prazo para a conclusão da segunda pesquisa European Solvency, as seguradoras europeias estão trabalhando para alcançar a conformidade. Veja quais países estão conseguindo sólidos resultados.

  • 2014 Global insurance outlook

    As the global insurance industry emerges from a period of economic uncertainty, what lies ahead in 2014? We explore in our latest Global insurance outlook.

  • Operational excellence for insurers

    The emerging consumer presents a growing opportunity for insurers. Our report explores how operational excellence can help convert that opportunity into profitability.

  • Excelência operacional das seguradoras

    Os consumidores desse mercado representam uma oportunidade de crescimento para as seguradoras. Nosso relatório explora como a excelência operacional pode ajudar a converter essa oportunidade em rentabilidade.

  • Panorama Global de Seguros 2014

    O que o ano de 2014 reserva para a indústria de seguros que emerge de um período de incertezas. Veja nossas perpectivas no recente Global Insurance Outlook.

  • O crescimento das resseguradoras com fundos hedge

    Para os gerentes, a nova estrutura ajuda a impulsionar ativos sob gerenciamento e capital permanente. Os investidores do fundo também se beneficiarão com retornos positivos, liquidez e vantagens fiscais.

  • Seguros em um mundo digital: A hora é agora

    A tecnologia digital está transformando o comportamento dos consumidores e fazendo com que os executivos reavaliem os modelos de negócios. Nossa pesquisa analisa os recursos digitais do mercado de seguros e a direção que assumirá no futuro.

Seguros globais: vasto potencial

O mercado de seguros globais O mercado de seguros globais está notavelmente forte, apesar da persistência dos reflexos da crise financeira. Apesar de as baixas taxas de juros, combinadas com rendimentos sobre investimentos relativamente baixos,  terem impedido o crescimento, continua alta a demanda de produtos e serviços de seguros.

Mantemos você preparado para atuar, utilizando as informações sobre nuances de mercado e tendências globais que pressionam o setor.

Seja ágil perante os riscos e as regulações

Uma série de novas leis globais continua a pressionar a administração e a absorver recursos preciosos. Em combinação com a necessidade de inovar em um ambiente altamente competitivo, algumas seguradoras estão sendo obrigadas a se retirarem de importantes mercados e linhas de produtos onde há tempos atuavam.

No entanto, as seguradoras estão se adaptando a potencializar a tecnologia e desenvolver modelos operacionais que estejam emconcordância com o Projeto Solvência II. Novas arquiteturas de negócios farão com que as seguradoras gerem melhores produtos de forma mais rápida e barata.

Ganho de conhecimento sobre o mercado

O equilíbrio de forças está tendendo para o lado do cliente, e os modelos de distribuição estão sendo rapidamente desenvolvidos. Os mercados emergentes na América Latina, Ásia, África e Europa Oriental são futuros mercados promissores que oferecem grandes recompensas – mas apenas se as seguradoras entenderem corretamente esses mercados.

O sucesso será alcançado com paciência, investimento de longo prazo e real entendimento da dinâmica local.


  • Você está preparado para o Projeto Solvência II?

    Na recente reunião tripartida, a Comissão Europeia propôs a prorrogação da implantação do Projeto Solvência II para 1º. de janeiro de  2015, no entanto a proposta não obteve consenso.

    Contatos relativos ao Projeto Solvência II

    Você está preparado?

    Conteúdo relacionado:

    Potenciais atrasos no cronograma de implantação do Projeto Solvência II
    As seguradoras terão de continuar pondo em prática suas iniciativas na busca de equilíbrio, adotando as normas do Projeto Solvência II enquanto estiverem pendentes os problemas de cronograma e as garantias de longo prazo.

    Capital baseado no risco e governança na América Latina
    A Argentina, o Brasil, o Chile e o México têm opiniões específicas sobre capital baseado no risco e as implicações para seguradoras na busca do cumprimento regulatório.

    Implantação da Fase II da IFRS 4 com a IFRS 9 e o Projeto Solvência II

    Espera-se que o porte e a complexidade da implantação da IFRS 4 e IFRS 9 ao longo de vários anos causem impacto basicamente às empresas. Dadas as potenciais sinergias e diferenças, chegou o momento de contemplar essas questões. Veja nossas considerações sobre implantação e gestão de projeto a partir da perspectiva da Fase II da IFRS 4 e da IFRS 9.

    Implicações do Projeto Solvência II para seguradoras do ramo vida na Ásia 

    Embora muitos elementos do Projeto Solvência II (estrutura europeia) possam representar um potencial plano de ação, nem todo mundo considera que a adoção completa seja um próximo passo ideal (ou prático) em muitos mercados asiáticos. Conseqüentemente, cada mercado asiático planejará sua própria trajetória na busca de um desenvolvimento regulatório mais consistente.

    Arquivo das publicações sobre o Projeto Solvência II

    Acesse o nosso arquivo de relatórios de liderança planejada e saiba mais sobre os desdobramentos do Projeto Solvência II e seus impactos no setor.

    Conteúdo relacionado

    Risk-based capital and governance in Latin America

    Risk-based capital and governance in Latin America

    Argentina, Brazil, Chile and Mexico have individual views on risk-based capital and the implications for insurers as they drive towards compliance.

  • Estratégias de administração atuarial e de riscos

    Nunca foi tão importante quanto agora que as empresas entendam e fiquem atualizadas em relação à mudança de clima em seus negócios. As empresas desejam ganhar vantagens competitivas e adaptar-se rapidamente ao ambiente de negócios em mudança. Ainda assim, há um crescente descompasso entre o volume e a complexidade de riscos que as empresas enfrentam hoje em dia e as técnicas disponíveis para administrá-los. Podemos ajudá-lo a regularizar esse descompasso prestando serviços que podem melhorar a tomada de decisão na sua empresa.

    Combinamos conhecimentos globais com alcance local com o objetivo de assessorar clientes das áreas de seguros de serviços financeiros a desenvolverem e validarem estratégias para tomada de decisões bem embasadas. O resultado dessa colaboração é importante para o sucesso do seu empreendimento.

    Nossas áreas de enfoque incluem os seguintes serviços:

    • Transformação atuarial
    • Revisão atuarial
    • Operações atuariais
    • Mudanças de métodos para divulgação de informações financeiras
    • Melhoria de desempenho 

    Conteúdo relacionado:

  • Esteja preparado para a adoção das IFRS

    Estamos vivendo em uma economia cada vez mais globalizada, em que os investimentos comerciais nacionais e estrangeiros são uma realidade. Não é de se admirar que os mercados de capital venham defendendo há tanto tempo a adoção de normas contábeis internacionalmente aceitas.

    Até bem pouco tempo atrás, faltava justamente que se adotasse uma linguagem em comum. Atualmente, os formuladores de políticas, legisladores e reguladores estão trabalhando em parceria com os órgãos normativos para criação de um único conjunto de princípios contábeis globais e de alta qualidade.

    Aproveite nossos conhecimentos específicos sobre esse assunto ao preparar-se para a transição às novas normas contábeis. 

  • Agenda do cliente

    Os comportamentos de compra, atitudes e preferências dos clientes do setor de seguros em todo o mundo estão mudando. Para entender essa tranformação, as seguradoras precisam determinar como devem adaptarse para atrair, aprofundar e preservar os relacionamentos com os clientes.

  • A governança no atual setor de atuação

    Nós, juntamente com a Tapestry Network, criamos a Insurance Governance Leadership Network (IGLN), rede global dedicada a diretores não executivos de um seleto grupo das maiores seguradoras da Europa, América do Norte e Ásia. A IGLN fornece aos participantes plataforma colaborativa para que possam discutir questões críticas enfrentadas pelo setor em todo o mundo.

    Tem como foco principal o diretor não executivo, mas também envolve a alta administração (principalmente os diretores executivos de riscos) e órgãos reguladores, estando todos comprometidos com a excelência na governança e na supervisão, em apoio à missão para criar instituições de seguro fortes, duradouras e confiáveis.
     

    Sessões Informativas da Tapestry – O Ponto de Vista da Diretoria:

     

  • Operações e tecnologia: implantação de eficiências

    Nos últimos anos, a nova geração de tecnologias criou interesse renovado entre as seguradoras em relação ao uso de TI para gestão mais eficaz de pedidos de pagamentos de sinistros.

    No entanto, ainda existem vários desafios a serem superados para a promoção dos benefícios previstos aos negócios. Você está obtendo as melhorias pretendidas para os pedidos de pagamentos de sinistros a partir dos seus investimentos em TI?

    De acordo com a sua última pesquisa, as seguradoras poderiam obter valor muito mais alto se adotassem outra abordagem.

    Nossa pesquisa "Apresentação de resultados por meio de tecnologias de pedidos de pagamentos de sinistros" aborda os desafios e as oportunidades de investir em tecnologias de pedidos de pagamentos de sinistros na França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido.

    Conteúdo relacionado

  • A emergência dos mercados emergentes

    A economia global está em um momento decisivo. As economias em rápido crescimento na Ásia, no Oriente Médio, na África, na América Latina e na Europa Oriental representam atualmente quase metade do PIB global e, em 2010, serão responsáveis por 70% do crescimento global como um todo.

    Essas tendências estão ganhando força. Até 2050, estima-se que os mercados emergentes em rápido crescimento representem 65% da economia global. Por outro lado, a maioria dos mercados desenvolvidos ainda está lutando para recuperar-se dos efeitos da recessão global. Para muitas empresas, a sobrevivência depende da criação de uma agenda de crescimento, o que poderia contemplar a expansão a novos mercados e setores, a descoberta de novas formas de inovação ou adoção de novas abordagens em relação aos profissionais de talento. Há, no entanto, uma pergunta essencial a ser respondida: como a sua companhia de seguros pode aproveitar ao máximo as diversas oportunidades existentes?

    Conteúdo relacionado:



Siga-nos nas redes sociais

Stay connected with us through social media, email alerts or webcasts. Or download our EY Insights app for mobile devices.