• The insurance agent of the future: Korea

    We surveyed 300 insurance agents in Korea to understand the challenges of digital disruption and changing consumer preferences – and the potential future of distribution.

  • The insurance agent of the future: Korea

    We surveyed 300 insurance agents in Korea to understand the challenges of digital disruption and changing consumer preferences – and the potential future of distribution.

  • Digital transformation in insurance

    In an era of digital disruption, the traditionally slow-moving insurance sector must invest more in innovation, learn to experiment more and fail faster.

  • Digital transformation in insurance

    In an era of digital disruption, the traditionally slow-moving insurance sector must invest more in innovation, learn to experiment more and fail faster.

  • Solvency II and life reinsurance

    Increased freedom under Solvency II means insurers can recognize 100% of reinsurance benefits in their capital calculations, increasing the attractiveness of reinsurance for insurers.

  • Global insurance M&A themes 2017

    Three trends are likely to dominate the year: portfolio optimization, technology-driven investment and ongoing consolidation. Learn the critical success factors for each.

  • Aviation finance as a long-term investment

    Insurance companies and pension schemes can play an important role in meeting the high demand for finance in the aviation space.

  • Insurance opportunities in the Middle East

    Markets in the region have remained resilient despite economic headwinds and lower oil prices, with the UAE and Saudi Arabia especially strong.

  • February 2017: IASB

    Amends guidance and revisits tentative decisions from external review draft of IFRS 17 Insurance Contracts.

Seguros globais: vasto potencial

O mercado de seguros globais O mercado de seguros globais está notavelmente forte, apesar da persistência dos reflexos da crise financeira. Apesar de as baixas taxas de juros, combinadas com rendimentos sobre investimentos relativamente baixos,  terem impedido o crescimento, continua alta a demanda de produtos e serviços de seguros.

Mantemos você preparado para atuar, utilizando as informações sobre nuances de mercado e tendências globais que pressionam o setor.

Seja ágil perante os riscos e as regulações

Uma série de novas leis globais continua a pressionar a administração e a absorver recursos preciosos. Em combinação com a necessidade de inovar em um ambiente altamente competitivo, algumas seguradoras estão sendo obrigadas a se retirarem de importantes mercados e linhas de produtos onde há tempos atuavam.

No entanto, as seguradoras estão se adaptando a potencializar a tecnologia e desenvolver modelos operacionais que estejam emconcordância com o Projeto Solvência II. Novas arquiteturas de negócios farão com que as seguradoras gerem melhores produtos de forma mais rápida e barata.

Ganho de conhecimento sobre o mercado

O equilíbrio de forças está tendendo para o lado do cliente, e os modelos de distribuição estão sendo rapidamente desenvolvidos. Os mercados emergentes na América Latina, Ásia, África e Europa Oriental são futuros mercados promissores que oferecem grandes recompensas – mas apenas se as seguradoras entenderem corretamente esses mercados.

O sucesso será alcançado com paciência, investimento de longo prazo e real entendimento da dinâmica local.

Desenho da estratégia para atividades digitais de um grande grupo de seguros do Brasil

Clique na imagem e veja um exemplo de nossos serviços

 Insurance



 


  • Você está preparado para o Projeto Solvência II?

    Na recente reunião tripartida, a Comissão Europeia propôs a prorrogação da implantação do Projeto Solvência II para 1º. de janeiro de  2015, no entanto a proposta não obteve consenso.

    Contatos relativos ao Projeto Solvência II

    Você está preparado?

    Conteúdo relacionado:

    Capital baseado no risco e governança na América Latina
    A Argentina, o Brasil, o Chile e o México têm opiniões específicas sobre capital baseado no risco e as implicações para seguradoras na busca do cumprimento regulatório.

    Espera-se que o porte e a complexidade da implantação da IFRS 4 e IFRS 9 ao longo de vários anos causem impacto basicamente às empresas. Dadas as potenciais sinergias e diferenças, chegou o momento de contemplar essas questões. Veja nossas considerações sobre implantação e gestão de projeto a partir da perspectiva da Fase II da IFRS 4 e da IFRS 9.

    Implicações do Projeto Solvência II para seguradoras do ramo vida na Ásia 

    Embora muitos elementos do Projeto Solvência II (estrutura europeia) possam representar um potencial plano de ação, nem todo mundo considera que a adoção completa seja um próximo passo ideal (ou prático) em muitos mercados asiáticos. Conseqüentemente, cada mercado asiático planejará sua própria trajetória na busca de um desenvolvimento regulatório mais consistente.

    Arquivo das publicações sobre o Projeto Solvência II

    Acesse o nosso arquivo de relatórios de liderança planejada e saiba mais sobre os desdobramentos do Projeto Solvência II e seus impactos no setor.

    Conteúdo relacionado

    Risk-based capital and governance in Latin America

    Risk-based capital and governance in Latin America

    Argentina, Brazil, Chile and Mexico have individual views on risk-based capital and the implications for insurers as they drive towards compliance.



Siga-nos nas redes sociais

Stay connected with us through social media, email alerts or webcasts. Or download our EY Insights app for mobile devices.

null