EY - Penny Pulz

Athlete interview:

Penny Pulz, Australia

  • Compartilhar

The mental energy of golf and business

A energia mental do golfe e dos negócios


Two-time LPGA champion who now mentors athletes in transition
Penny Pulz is a two-time LPGA champion, ranked as a top 10 Golfer in the world with an accomplished 18-year golf career. She launched a golf academy with a mental focus room, one of the first of its kind. Penny overcame many obstacles when transitioning from professional athletics, including chronic panic attacks and migraines, before becoming pain-free and leveraging her discipline-in-focus techniques to help people in the workforce.


Bicampeã do circuito americano de golfe agora atua como mentora de atletas em transição
Penny Pulz é bicampeã do circuito americano de golfe (LPGA), uma das 10 maiores Golfistas do mundo, com uma carreira no golfe de 18 anos de realizações. Ela lançou uma academia de golfe como uma sala para concentração do foco mental, uma das primeiras desse tipo. Penny superou muitos obstáculos ao fazer a transição do atletismo profissional, inclusive ataques de pânico e enxaquecas crônicas, antes de ficar livre da dor e aproveitar ao máximo suas técnicas de disciplina em foco para auxiliar as pessoas no mundo de negócios.

Q

How did you discover the sport of golf?

Como você descobriu o golfe como esporte?

 

The guys used to throw their old clubs in the bush, and I found one. On my way to school, I’d go through the bush to the driving range. Mrs. McCall, who was a member at Long Island Country Club in Melbourne, watched me smacking balls and asked if my parents would let me join the golf club.

I said, “No, we don’t have enough money.” She said, “Do you think I could talk to your parents?” I said, “Sure.” I joined the club when I was 13 years old for $10 a year. I was blessed to be with my best friend, Sandy Williams, who had won the Australian Amateur Championship and ended up being a five-time Australian Open champion.

As pessoas costumavam jogar os tacos usados atrás dos arbustos e eu achei um deles. No meu caminho para a escola, costumava passar pelos arbustos para o campo de golfe. A Sra. McCall, que era membro do Long Island Country Club em Melbourne, me observava bater as bolas e perguntou se os meus pais me deixariam entrar para o clube de golfe.

Eu disse, “Não, não temos dinheiro para isso.” Ela disse, “Você acha que eu poderia conversar com os seus pais?” Eu respondi, “Claro.” Entrei para o clube com 13 anos, pagando $10 por ano. Fui abençoada por estar com a minha melhor amiga, Sandy Williams, que tinha vencido o Campeonato Amador Australiano e acabou sendo cinco vezes campeã do Aberto de golfe da Austrália.

Q

Do you feel like playing golf taught you how to set goals and be strong?

Jogar golfe a ensinou a definir metas e a ser forte?

 

You have to hit a golf ball in 22 seconds. I learned intuitively how to get loads of information and make it user-friendly.

I remember my coach, Bill Garrett, who’s now passed – a great all-Texan guy with a slow voice – telling me, “Pen, the information you have, if you can’t use it, you have too much in your head.”

I never forgot it, and so my saying is to keep it simple and clear. That’s an art. That’s what golf gave me. That means always do something with the information you have.

Você tem que bater uma bola de golfe em 22 segundos. Aprendi, intuitivamente, como obter um volume enorme de informações e torná-las acessíveis.

Me lembro do meu treinador, o finado Bill Garrett – um texano típico com aquela voz arrastada – me dizendo, “Pen, a informação que você tem, se você não consegue usar, fica ocupando lugar na sua cabeça.”

Nunca me esqueci disso , então, o que digo é seja simples e claro. Isso é uma arte. Isso é o que o golfe me ensinou. Quer dizer, sempre faça alguma coisa com a informação que você tem.


EY - Portrait of Penny Pulz
 
“It’s in those times when you don’t know where you are, that you go home and say to yourself, ‘You know what? I’m going to figure this out.’” - Penny Pulz.
 


EY - Portrait of Penny Pulz
 
“É nesses momentos em que você não tem a menor ideia de onde está que você vai para casa e diz para si mesma, ‘Quer saber? Vou dar um jeito nisso.” - Penny Pulz
 

Q

How did you know it was time to retire from professional golf?

Como soube que era hora de se aposentar do golfe profissional?

 

Most of us start our sport really young, and with good coaching and good information, we’re all pretty intuitive. When my body started to age at 24, I couldn’t just get up on a downhill lie automatically behind those balance points to hit that shot perfectly. I really had to think and understand how to make my body do what it needed to do.

When golfers go around and tell everyone what is exactly wrong with their golf swing and have no plan for what is right, we call it the fever. I knew that when I got the fever, I would have to leave.

I left the sport after the ninth hole in Chicago. I’m walking down the fairway, and all of a sudden I heard myself. I’m like, “Oh my god, I’ve got the fever.” I went home to Aussie for a month and got myself together. Then my mom kicked my ass out and said, “Go back to America and get your life together.” That’s very Aussie, isn’t it?

A maioria de nós começa no esporte muito jovem e com um bom treinamento e boas informações, ficamos todos muito intuitivos. Quando o meu físico começou a envelhecer aos 24 anos, eu simplesmente não conseguia mais subir automaticamente uma encosta atrás daquele saldo de pontos para bater o lance perfeito. Na verdade, eu tinha que pensar e compreender como conseguir que o meu corpo fizesse o que precisava ser feito.

Quando os golfistas saem por aí falando para todo mundo o que exatamente está errado com a sua tacada de golfe e não tem um plano para corrigir isso, chamamos de a febre. Sabia que quando pegasse a febre, eu teria que sair.

Abandonei o esporte após o nono buraco em Chicago. Estava caminhando no meio do campo e, de repente, me escutei falando. Algo do tipo, “Ai meu Deus, peguei a febre.” Voltei para a minha casa na Austrália por um mês e me recompus. Então, minha mãe me deu uma chamada dizendo, “Volta já pra América e dá um jeito na sua vida.” Isso é bem australiano, não?

Q

Would you be willing to share some of your personal challenges that you faced?

Estaria disposta a compartilhar alguns dos desafios pessoais que enfrentou?

 

After I got into business, I couldn’t shift my focus fast enough. I would just end up running around, and I lost myself. I came out of one very quiet space, and now I’m around people. My first career was all about me; my second career is all about you.

Switching that hat was difficult, so I had panic attacks and migraines for 13 years. I would lose days from work. I was always feeling that because I had a high school diploma and not a college degree, because I couldn’t grasp things quickly like I was used to, I thought I was dumb.

Depois que entrei no mundo empresarial, eu não conseguia mudar o meu foco com a rapidez necessária. Eu acabava correndo de um lado para o outro e fiquei perdida. Vinha de um espaço muito silencioso e agora estava rodeada de pessoas. Na minha primeira carreira era eu comigo mesma; na minha segunda carreira o foco era nos outros.

Mudar o foco foi difícil, então tive ataques de pânico e enxaquecas durante 13 anos. Deixei de trabalhar alguns dias. Sentia sempre que porque tinha um diploma do segundo grau, mas não um diploma universitário, porque não conseguia entender as coisas com a rapidez com que estava acostumada, que eu era burra.

Q

What sorts of things in the “workplace” were intimidating to you?

Que coisas no “ambiente de trabalho” eram intimidadoras para você?

 

Anyone who wore a suit.

Qualquer pessoa usando terno.

Q

Man or woman?

Homem ou mulher?

 

Man or woman. It didn’t matter. It was very hard for me to see myself in a corporate situation, because the language is so different from professional sports. I couldn’t see anything in the future. I was overwhelmed by all of the stuff I couldn’t understand, and then it was like, “You know what? I am who I am.”

I’ll tell you one thing about winning and being a great player: no one can take that away from you. It’s in those times when you don’t know where you are, that you go home and say to yourself, “You know what? I’m going to figure this out.” It may not be exactly the way they do it. Just like everyone has a different golf swing, maybe I’m going to have a different business golf swing.

The light went on for me in 2009 when I studied with Dr. [Les] Fehmi, the pioneer of focus research. Dr. Fehmi helped me understand the fundamentals of focus and how to apply them to the business environment. I found a new structure, a new system, so that is when my life shifted to the point I am now, where I want to and am able to help others.

Homem ou mulher. Não fazia diferença. Foi muito difícil para eu me ver numa situação corporativa, porque a linguagem é tão diferente daquela do esporte profissional. Eu não conseguia ver nada no futuro. Estava saturada de todas as coisas que eu não conseguia entender, e então pensei, “Quer saber? Eu sou do jeito que eu sou."

Vou contar para você uma coisa sobre vencer e ser uma grande jogadora: Ninguém tira isso de você. É nesses momentos em que você não tem a menor ideia de onde está que você vai para casa e diz para si mesma, “Quer saber? Vou dar um jeito nisso.” Pode não ser exatamente da maneira que eles fazem. Mas da mesma forma que cada pessoa tem uma tacada de golfe diferente, talvez eu tenha uma tacada de negócios diferente.

Tive essa iluminação em 2009, quando estudei com o Dr. [Les] Fehmi, pioneiro na pesquisa da concentração do foco. O Dr. Fehmi me ajudou a compreender as noções básicas da concentração do foco e como aplicá-las ao ambiente de negócios. Descobri uma estrutura nova, um sistema novo, e foi aí que a minha vida mudou até o ponto em que me encontro agora, em que eu quero e sou capaz de ajudar os outros.

Q

You owned the Penny Pulz Golf Academy in Arizona for six years, but you left that world several years ago. What exactly are you doing now?

Você foi proprietária da Academia de Golfe Penny Pulz no Arizona por seis anos, mas deixou esse mundo há vários anos. O que está fazendo hoje em dia?

 

I’m a mentor for athletes in transition. I try to help athletes feel safe enough to talk about where they are in their lives and how they can look at their next career.

If you’ve been in their shoes, they’re going to trust you faster. And I’ve been there. They’re used to being coached, and I help them take baby steps to get them ready to meet people and move forward.

Sou mentora de atletas em transição. Tento ajudar os atletas a sentirem segurança suficiente para falar sobre onde eles se encontram nesse momento de vida e como visualizam as perspectivas de sua próxima carreira.

Se você já esteve no lugar deles, eles vão confiar em você mais rapidamente. E eu estive. Eles estão acostumados a serem treinados e eu os ajudo a dar os primeiros passos para que estejam preparados para encontrar pessoas e seguir adiante.

Q

Given what you do now, why do you feel that the EY Women Athletes Business Network is an important resource?

Tendo em vista o que faz hoje, por que você sente que a EY Women Athletes Business Network é um recurso importante?

 

EY is creating a sustainable solution to increase the number of women in corporate senior executive positions and populating the world with entrepreneurial women. That is so powerful. It gives me goose bumps.

A EY está criando uma solução sustentável para aumentar o número de mulheres em altos cargos executivos nas empresas e a popular o mundo com mulheres empreendedoras. Isso é tem um poder tão grande. Fico arrepiada só de pensar.

The views of third parties set out in this publication are not necessarily the views of EY. Moreover, the views should be seen in the context of the time they were expressed.

As opiniões de terceiros emitidas nesta publicação não refletem necessariamente as opiniões da EY. Além disso, as opiniões devem ser vistas no contexto do período em que foram emitidas.

Penny Pulz, Australia

Penny Pulz, Australia

Athlete interview:

Entrevista com a atleta: