The better the question. The better the answer. The better the world works. У вас есть вопрос? У нас есть ответ. Решая сложные задачи бизнеса, мы улучшаем мир. У вас є запитання? У нас є відповідь. Вирішуючи складні завдання бізнесу, ми змінюємо світ на краще. Meilleure la question, meilleure la réponse. Pour un monde meilleur. 問題越好。答案越好。商業世界越美好。 问题越好。答案越好。商业世界越美好。

É possível transformar a incerteza digital em confiança?

Diferenciar com confiança

As atuais megatendências mostram um mundo em movimento em que o ritmo de mudanças está acelerando.

A disrupção está ocorrendo em todos os setores e regiões geográficas. Avanços no desenvolvimento tecnológico tornaram-se uma das principais forças a promover transformações e causar disrupção, em conjunto com a globalização e as mudanças demográficas.

Pessoas e organizações estão conectadas de um modo jamais antes visto e que está acelerando por meio da rápida expansão dos dispositivos móveis, e do desenvolvimento e adoção de tecnologias emergentes.

Com a resposta certa, a disrupção pode representar uma enorme oportunidade para organizações que consigam tirar proveito de sua força. Contudo, este cenário também apresenta desafios significativos, tais como:

  • Novos concorrentes
  • Ritmo rápido de mudanças
  • Mudanças no comportamento de clientes e nos modelos de negócios
  • Transparência sem precedentes
  • Preocupações relativas à privacidade
  • Ameaças de cibersegurança

À medida que o volume de informações digitais cresce exponencialmente, os dispositivos passam a ficar mais inteligentes e a conectividade aumenta, o ambiente digital tende a se tornar cada vez mais complexo. As tendências de maior presença de redes sociais, de crescimento da computação em nuvem e de regulações nacionais diversas (e muitas vezes atrasadas) somente servirão para aumentar essa complexidade.

Os clientes estão procurando fazer negócios com empresas nas quais podem confiar. Já os executivos estão buscando lideranças da área de risco para proteger a organização, ao mesmo tempo em que não interferem na agilidade e na rapidez em aprimorar a proximidade com o cliente, reduzindo custos e aumentando o valor. As organizações líderes do futuro serão aquelas que se diferenciam na base da confiança, e os principais executivos de área de risco serão aqueles capazes de traduzir incertezas em confiança.

Leia o relatório completo

Fale conosco

Sócio-líder de Riscos

Rene Martinez
+55 11 2573 3077
rene.martinez@br.ey.com

Sócio-líder de Segurança Cibernética

Sergio Kogan
+55 11 2573 5040
sergio.kogan@br.ey.com

Sócio de Segurança Cibernética

Demetrio Carrión
+55 21 3263 7028
demetrio.carrion@br.ey.com

Sócio de Consultoria em Automação de Controles

Luciano Albertini
+55 11 2573 3297
luciano.albertini@br.ey.com

Sócio de Consultoria para Digital Strategy

Ricardo Moraes
+55 11 2573 3297
ricardo-moraes.lima@br.ey.com

Sócio de Consultoria para Inteligência Artificial

João Pissuto
+55 11 2573 5182
joao.pissutto@br.ey.com

Sócio de Consultoria para Analytics

Maurício Saad
+55 11 2573 3297
mauricio.saad@br.ey.com

Sócio de Consultoria para RPA

Antonio Almeida
+55 11 2573 3021
antonio.almeida@br.ey.com

Sócio de Consultoria para RPA

Ricardo Vilanova
+55 11 2573 5040
ricardo.vilanova@br.ey.com

Nesta era de disrupção digital, os executivos das áreas de risco precisam considerar:

  • Como a disrupção digital poderá afetar sua organização?
  • Como sua função de risco precisa se transformar à medida que embarcam em sua jornada de transformação digital?
  • Como aproveitar as novas tecnologias, de forma a otimizar suas funções de risco?
  • Quais novas competências esses executivos precisarão ter em suas equipes, a fim de gerenciar de modo efetivo novos riscos digitais?

O ritmo acelerado da mudança

Avanços tecnológicos movidos pela convergência de mídia social, dispositivos móveis, computação em nuvem e pelo big data, aliados à crescente demanda por acesso a informações a toda hora e em todo lugar, estão levando a disrupção às empresas e dissipando fronteiras setoriais.

Embora algumas tecnologias, como a computação em nuvem e a telefonia móvel, sejam amplamente conhecidas, há um número cada vez maior de tecnologias emergentes que estão modificando as formas tradicionais de fazer negócios. Inteligência artificial, automação robótica de processos (RPA), Internet das Coisas (IoT), blockchain, impressão em 3D e muitas outras estão revolucionando os modelos empresariais, causando disrupção em cadeias de suprimento inteiras e melhorando a experiência das organizações.

Cada vez mais, as empresas precisam levar em conta a adoção de tecnologias digitais para acompanhar o ritmo dos avanços de produtos, além da capacidade de oferecê-los de diferentes maneiras e a preços menores.

As áreas de risco precisam evoluir rapidamente não apenas para que sejam ágeis o suficiente para acompanhar as mudanças, mas também para que consigam compreender e gerenciar os novos riscos que estão tendo impacto sobre seus negócios.

Nesta era de disrupção tecnológica, os executivos de risco precisam:

  • Entender a estratégia da organização e o portfólio de tecnologias emergentes — equilibrando estas tecnologias para o melhor retorno em termos de investimento e apetite a risco
  • Aconselhar sobre como internalizar a segurança e os controles nas iniciativas envolvendo tecnologias emergentes
  • Entender os riscos associados às tecnologias emergentes e como gerenciá-los
  • Estabelecer uma gestão de risco que seja ágil e que disponha do conjunto correto de competências, processos e ferramentas para responder a novos riscos de maneira rápida e eficaz
  • Alavancar tecnologias emergentes a fim de otimizar e transformar a função de gestão de riscos

As empresas que reconhecem cedo esses novos riscos conseguem tirar proveito das oportunidades associadas. Porém, acabam tendo de gerenciar novos riscos inerentes à adoção de uma solução digital/disruptiva.

A fim de promover um melhor desempenho num mundo digital, as empresas líderes não apenas estão identificando e mitigando riscos, mas estão transformando riscos digitais em vantagem competitiva para estimular a confiança digital.

Entender e gerenciar riscos

É preciso que as organizações reconheçam que transformações digitais não dizem respeito apenas à tecnologia.

Transformações digitais requerem o foco correto na gestão de riscos associados às mesmas: embora eliminem alguns, os negócios digitais podem criar novos riscos ou ampliar os já existentes, o que pode, nos dois casos, representar ameaças significativas caso não sejam gerenciados de forma apropriada.

Se quiserem desenvolver resiliência, as organizações deverão focar a governança de riscos externos no ecossistema da empresa. Elas também precisarão entender como transformar sua gestão de riscos e obter o conjunto de competências correto à medida que embarcam em sua jornada digital.

EY chart – Digital trust

Traduzir incertezas em confiança

Como a EY pode ajudar na construção de uma estrutura de confiança digital?

A abordagem de confiança digital ajuda as organizações na geração de valor ao tomar os riscos corretos, ao mesmo tempo em que se mantêm em conformidade, capacitadas e protegidas em todo o ecossistema digital. Ela pode estar focada em:

  • "Trusted strategy"
    • Desenvolver um processo de avaliação de risco de forma a ajustar o foco dos investimentos nos projetos digitais corretos
    • Identificar e avaliar os riscos que tenham impacto sobre os seus negócios e, assim, determinar as respostas
  • "Trusted implementation"
    • Construir funções de segurança e controle no programa de desenvolvimento digital
    • Melhorar a estrutura organizacional, políticas e processos de gestão de riscos, a fim de criar agilidade
    • Aprimorar a tecnologia para executar e sustentar de forma mais eficiente ferramentas e processos, incluindo a cibersegurança
  • "Trusted operations"
    • Desenvolver operações confiáveis com base nas ferramentas implementadas

A estrutura de confiança digital da EY visa ajudar os clientes não apenas a entender os riscos que estão enfrentando, mas a incorporá-los em suas estratégias – tirando proveito dos riscos corretos. Ao mesmo tempo, ela os ajuda a limitar e proteger seus negócios contra riscos evitáveis.

No mundo da automação cada vez maior e de um crescente volume de dados digitais, estabelecer uma abordagem de monitoramento contínuo para identificar, priorizar e responder a potenciais riscos - associados à inteligência analítica preditiva -, aprimora o mecanismo de resposta de uma organização. Em suma, a gestão de riscos passa de reativa para proativa e preditiva.

A ampla gama de competências, ferramentas e aceleradores de risco digitais da EY proporciona aos clientes o entendimento e a confiança necessários para navegar pelas complexidades dos riscos atuais e futuros, ao mesmo tempo em que cria e promove a confiança digital.

As empresas precisam manter uma função robusta e ágil de conscientização de riscos que proporcione autonomia e seja potencializada pela inovação. Isso requer competências e ferramentas especializadas para acompanhar o ritmo das rápidas mudanças da atualidade.

Todas as empresas devem fazer as seguintes perguntas:

  • Sua função de gestão de riscos está mudando, alinhada com a transformação digital da sua organização?
  • Você conta com a agilidade organizacional e o conjunto certo de competências para responder aos riscos digitais de forma rápida e eficaz?
  • Você entende os riscos associados a tecnologias digitais e como deve gerenciá-los?
  • Você está escolhendo os projetos digitais certos? Você está equilibrando seu portfólio digital para o maior investimento, risco e recompensa em geral?
  • Você está incorporando segurança e controles em seus projetos digitais?
  • Você está desenhando suas operações para se certificar de que está efetivamente gerenciando riscos?
Caso não tenha certeza sobre as suas respostas, a EY pode ajudá-lo.

Explore

Conecte-se conosco

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Twitter
  • Youtube