EY celebra o empreendedorismo brasileiro

A 20ª edição do Prêmio Empreendedor do Ano terá entre os homenageados Janete Vaz e Sandra Soares Costa (Laboratório Sabin de Análises Clínicas), Marcio Kumruian (Netshoes) e Luiz Renato Durski Junior (Restaurante Madero)

  • Compartilhar

São Paulo, 22 de novembro de 2017 – Mesmo em um ano desafiador, empresas brasileiras de médio porte esperam crescer 25% em 2018. Isso é o que mostra o Growth Barometer, estudo realizado pela consultoria EY (Ernst & Young). Atentos a esse cenário e buscando sempre manter o incentivo aos empreendedores do País, a EY apresenta os homenageados do 20º Prêmio Empreendedor do Ano, que reconhece profissionais brasileiros com trajetórias de destaque.

“Nesses 20 anos, a EY Brasil homenageou muitos dos grandes nomes do empresariado nacional. O encorajamento e apoio aos empreendedores por meio de ações de incentivo e programas de mentoria são essenciais para fomento da cultura empreendedora no País”, afirma Luiz Sérgio Vieira, CEO da EY Brasil. “Apesar do ambiente de incertezas, as empresas brasileiras esperam manter seu nível de funcionários nos próximos 12 meses, enquanto 28% planejam fazer novas contratações”, conclui Vieira baseado no estudo Growth Barometer.

Seguindo a mesma segmentação dos anos anteriores, os homenageados serão divididos em três categorias: a Master que condecora empreendedores de empresas consolidadas em sua área de atuação, a Emerging prestigia aqueles com grande potencial de crescimento de suas companhias. Por fim, há o segmento Sustentável, que destaca empresas que diminuíram os impactos socioambientais de seus negócios.

Os jurados da categoria Master são os também empreendedores: Edgard Corona (Bioritmo), reconhecido da mesma categoria na edição anterior; Pedro Lima (3Corações), destaque na 17º edição; Juliano Seabra (Endeavor), Cristina Presz Palmaka De Luca (SAP), José Janguie Diniz (SER Educacional), Gabriela Baumgart (Grupo Baumgart) e Alexandre Costa (Cacau Show).

Na categoria Emerging, os jurados são: Ana Elisa Siqueira (Grupo Santa Celina), Claudio Sassaki e Eduardo Bontempo (Geekie), Olga Colpo, Luiz Rezende (Prática), Gustavo Caetano (Sambatech) e Isabel Humberg. E no segmento Sustentável, David Canassa (Grupo Votorantim), Francisco Razzolini (Klabin) e Guilherme Weege (Malwee) são os jurados.

O empreendedor reconhecido pelo impacto de seu negócio na categoria Master tem um importante papel, representar o Brasil na etapa global do prêmio que acontece em Monte Carlo, Principado de Mônaco em junho de 2018, concorrendo ao prêmio Global da EY. O evento reúne os representantes escolhidos nos mais de 60 países em que a premiação é realizada. Neste ano, a edição global do Empreendedor do Ano reconheceu o empresário canadense Murad Al-Katib, executivo da AGT Foods, que tornou a empresa de exportação de alimentos um caso de sucesso em seu país e nos cinco continentes.
 

Mais sobre o Growth Barometer

Estudo realizado com 2.340 executivos em 30 diferentes países, sendo que foram ouvidas 39 empresas brasileiras. Sobre os desafios globais e domésticos, as empresas brasileiras de médio porte têm mostrado otimismo e projetam crescimento ainda para 2017.

De acordo com o estudo, 28% das empresas que participaram da pesquisa esperam um crescimento entre 6-10% em 2017, ao passo que 18% planejam crescer entre 11-15% e 8% preveem aumento entre 16-25%. Por outro lado, menos de 3% acreditam registrar crescimento negativo nesse mesmo período.

Enquanto globalmente as empresas de médio porte veem o aumento da concorrência como o principal risco para seus planos de crescimento, no Brasil as preocupações principais são custo e disponibilidade de crédito, com instabilidade geopolítica e aumento na concorrência vindo em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Tendências como a robotização ainda estão longe da realidade da maior parte das empresas entrevistadas, tanto no Brasil como nos demais países, mas já são consideradas no planejamento futuro.

Apenas 10% dos participantes no Brasil estão atualmente usando processos de automatização robótica (RPA), mas quase a mesma porcentagem (8%) planeja a adoção nos próximos dois a cinco anos. A pesquisa também indica que o RPA é visto como um ganho de eficiência em certos processos e como complemento das competências humanas, não como um substituto.
 

Serviço

Data: 30 de novembro

Local: Casa Charlô, em São Paulo

Horário: 19h

www.ey.com.br/eoybrasil
 

Conheça os homenageados do 20º Empreendedor do Ano:
 

Categoria Master

Luciano Sanches Fernandes (Cerradinho)

Dalton Carlos Heringer (Fertilizantes Heringer)

Janete Vaz e Sandra Soares Costa (Laboratório Sabin de Análises Clínicas)

Rubens Menin Teixeira de Souza (MRV Engenharia e Participações)

Marcio Kumruian (Netshoes)

Luiz Renato Durski Junior (Restaurante Madero)
 

Categoria Emerging

Marciano Testa (Banco Agiplan)

Edson Urubatan Pinto de Andrade (Sistema PEC de Ensino)

José Roberto Nogueira (Brisanet)

Gabriel Arcon e Kleber Piedade (E-moving Mobilidade Urbana)

Marcelo Cesana (Frooty Com e Ind de Alimentos)

Leonardo Domingos Silva (LDS GROUP)

Ofli Campos Guimarães e Israel Salmen (Méliuz)

Alcides Braga e Flavio Santilli (Truckvan Indústria Comércio)
 

Categoria Sustentável

Charles Lenzi e Solange Mello (AES Eletropaulo)

Benjamin Baptista Filho e Leonardo Guimarães Ribeiro (ArcelorMittal)

Ralph Schweens e Emiliano Graziano (Basf)
 

Executivo Empreendedor

Marcelo Castelli (Fibria)
 

Family Business 

Luiza Helena Trajano Inácio Rodrigues e Frederico Trajano Inácio Rodrigues (Magazine Luiza)
 

Empreendedores já reconhecidos como Empreendedor do Ano

Edgard Corona (Bio Ritmo)

Roberto Medina, idealizador do Rock in Rio

Pedro Lima, da 3Corações

Eraí Maggi Scheffer, do Grupo Bom Futuro

Francisco Deusmar de Queirós, da rede Pague Menos

Alexandre Costa, da Cacau Show

Arri Coser, da rede de churrascarias NB Steak e ex-proprietário da Fogo de Chão
 

Sobre o EOY

Lançado nos Estados Unidos em 1986, o programa EY World Entrepreneur Of The Year alcança hoje 60 países e mais de 145 cidades em todo o mundo e ao longo de sua existência, já homenageou mais de 2.500 empreendedores. O Empreendedor do Ano é realizado anualmente pela EY com o intuito de enaltecer e reconhecer empreendedores inovadores e de sucesso. A premiação baseia-se nos seguintes critérios: espírito empreendedor, desempenho financeiro, direcionamento estratégico, inovação, impacto global, e integridade pessoal e influência. A EY identifica e promove as conquistas desses líderes, exaltando o crescimento de suas empresas e o dinamismo de seus negócios a fim de fomentar a cultura empreendedora em vários países e regiões.
 

Sobre a EY

A EY é líder global em serviços de Auditoria, Impostos, Transações Corporativas e Consultoria. Nossos insights e os serviços de qualidade que prestamos ajudam a criar confiança nos mercados de capitais e nas economias ao redor do mundo. Com isso, desempenhamos papel fundamental na construção de um mundo de negócios melhor para nossas pessoas, nossos clientes e nossas comunidades.

No Brasil, a EY é a mais completa empresa de Auditoria, Impostos, Transações Corporativas e Consultoria, com 5.000 profissionais que dão suporte e atendimento a mais de 3.400 clientes de pequeno, médio e grande portes.

A EY Brasil é referência na implementação de políticas de mobilidade corporativa, com destaque para o conceito de Escritório do Futuro – local que privilegia a colaboração, a flexibilidade e o engajamento das pessoas por meio de áreas comuns, rotatividade de estações de trabalho e otimização do uso de recursos tecnológicos.

Mais informações em: www.ey.com.br

Acompanhe em:

@EY_Brasil
#BetterWorkingWorld
 

Para mais informações, entre em contato com a Máquina Cohn & Wolfe:

Amanda Trolezi – amanda.trolezi@maquinacohnwolfe.com – (11) 3147-7397

Livia Hormigo - livia.hormigo@maquinacohnwolfe.com – (11) 3147-7438

Tatiana Souza – tatiana.souza@maquinacohnwolfe.com – (11) 3147-7921