5 Minutos de leitura 25 mar 2020

Conheça a história do nosso bumerangue Fábio Bobis, gerente sênior de Auditoria

Por

EY Brasil

Organização de serviços profissionais multidisciplinares

5 Minutos de leitura 25 mar 2020
Related topics Alumni

“Senti falta das pessoas, da flexibilidade e do plano de carreira”

Em 2019, a newsletter Alumni iniciou uma série de entrevistas com nossos profissionais Bumerangues – aqueles que acabam voltando à firma depois de um período na carreira fora da EY. Vamos entender por que eles decidiram voltar e quais experiências novas eles têm a compartilhar.

O último entrevistado foi Samuel Bayma, gerente sênior de BTS no escritório de Campinas. Agora, vamos conhecer a história de Fábio Bobis, gerente sênior de Auditoria, que atua no escritório da EY em São Paulo.

Atualmente, quais são as suas principais responsabilidades na EY?

Sou gerente sênior de Auditoria no escritório de São Paulo e trabalho com clientes de auditoria, incluindo companhias de capital aberto na área de TMT (Tecnologia, Mídia & Entretenimento e Telecomunicações).

Quando foi a sua primeira passagem pela EY e quando retornou?

Eu fiz parte da turma de trainees de 2004, trabalhei na EY até 2015 (11 anos) e retornei à EY em julho de 2019.

Como foi a sua experiência fora da EY?

Eu tive uma ótima experiência fora da EY, período no qual dei continuidade ao meu desenvolvimento pessoal e profissional. Ao longo desses quase quatro anos fora da EY, eu morei fora do Brasil, conheci novos lugares, pessoas e culturas.

Do que sentiu falta experimentando outras oportunidades no mercado?

Senti falta das pessoas, da flexibilidade e do plano de carreira. Também construí minha carreira na EY, então tenho um carinho muito grande pela empresa e, principalmente, pelas pessoas com quem trabalhei ao longo dos anos.

O que motivou o teu regresso à EY?

Com certeza, a continuidade no meu plano de carreira.

De que maneira sua experiência fora da EY te ajudou a perceber aspectos positivos da firma que não haviam sido identificados?

Esse período fora me ajudou a perceber o quanto a dinâmica de trabalho e os desafios que a EY proporciona contribuíram de forma significativa para o meu desenvolvimento profissional.

De que você mais gosta em seu trabalho na EY?

Eu acredito que a forma como trabalhamos em equipe é o diferencial na EY. Mesmo com o grande fluxo de trabalho, eu acho que as pessoas contribuem de forma significativa para termos um bom ambiente de trabalho na EY.

Como sua experiência fora da EY contribuiu para a sua carreira e como isso vai te ajudar nesta nova fase na EY?

Acredito que a minha experiência fora da EY contribuiu de forma significativa em minha vida pessoal e profissional. Essa experiência foi fora do Brasil, então tive a satisfação de trabalhar com uma cultura diferente, profissionais de diversas nacionalidades e desenvolver meu inglês. Entendo que essa experiência me ajuda a dar continuidade na minha carreira, principalmente por se tratar de uma firma global com diversas oportunidades e possibilidades.

Resumo

Confira a entrevista com nosso bumerangue Fávio Bobis, como parte de nossa serie de Histórias de Alumni!

Sobre este artigo

Por

EY Brasil

Organização de serviços profissionais multidisciplinares

Related topics Alumni