3 Minutos de leitura 1 jun 2016
Uma passadeira

Como as empresas podem quebrar o código da cadeia de suprimentos omni-channel

A reengenharia de cadeias de suprimentos para o omnicanal é um grande motor de crescimento, mas alcançá-lo significa empregar a estratégia certa.

Com a explosão de novas opções de consumo em lojas on-line e off-line, muitas empresas de varejo e de produtos de consumo estão transformando suas estratégias de cadeia de suprimentos, para atender às demandas que o omnicanal (a qualquer hora, em qualquer lugar) exige da cadeia de valor do consumidor. À medida que as empresas utilizam novos sistemas, executar as escolhas estratégicas corretas é fundamental.

Nós nos unimos ao Comitê de Supply Chain do Fórum de Bens de Consumo (CGF) para entender o impacto do omni-canal na cadeia de suprimentos no setor de varejo e bens de consumo e recomendar como as empresas podem aproveitar a oportunidade que o omni-canal apresenta.

Casos de mudança

Sabemos que o omnicanal é o motor crítico para o crescimento. Representa a maior oportunidade de crescimento para a indústria de bens de consumo e de retalho.

Junto com o Comitê de Supply Chain do Fórum de Bens de Consumo, realizamos uma pesquisa com 42 executivos seniores da cadeia de suprimentos das maiores empresas de bens de consumo e varejo do mundo. As principais conclusões do inquérito revelaram:

l259 cracking the omni channel supply chain code v1 3840x

Abraçando o omnicanal e incorporando-o na estratégia

Executar uma estratégia omnicanal é altamente desafiador. As empresas não podem mais se dar ao luxo de gerenciar suas estratégias de canal em silos ou aparafusar novos canais sem integrá-los.

Para ter sucesso, as empresas devem adotar o omnicanal e garantir que ele esteja totalmente incorporado em sua estratégia corporativa e cultura organizacional geral.

ESTRATÉGIA

34%

Apenas esta percentagem de inquiridos tem o omnicanal incorporado na sua estratégia.

Principais takesaways
  • O Omni-channel é crítico, mas apenas 40% dos entrevistados acham que sua execução atual é eficaz.
  • Uma abordagem de ponta a ponta centrada no consumidor para o omnicanal é vital.
  • É necessária uma forte liderança para gerenciar a transição, mas muitas empresas consideram que isso está faltando.
3 questões para a gestão
  1. O que é que o consumidor realmente quer (produtos/serviços/canais)?
  2. O omnicanal é um imperativo estratégico e não uma estratégia "eu também"?
  3. Será que estamos realmente a pensar de ponta a ponta com uma visão do consumidor?

Criando a cadeia de suprimentos omnicanal ágil e responsiva

Nos últimos anos, muitas empresas têm procurado maximizar a eficiência de sua cadeia de suprimentos, eliminando a redundância e reduzindo os custos onde podem. No entanto, a transição para o omnicanal desafia este enfoque concentrado na eficiência e requer um novo nível de capacidade de resposta.

AGILIDADE

24%

Somente esse percentual tem a necessária cadeia de suprimentos ágil e responsiva.

Principais takesaways
  • Um modelo segmentado de cadeia de suprimentos e inventário ajuda a atingir o equilíbrio entre agilidade e eficiência.
  • Competir pelos requisitos de amanhã, não hoje.
  • Uma análise cuidadosa do sortimento por canal é fundamental para o sucesso.
3 questões para a gestão
  1. Que clientes devem ser ser servidos com que produto?
  2. Onde devemos fornecer eficiência na cadeia de suprimentos versus agilidade?
  3. Como o projeto da rede da cadeia de suprimentos precisará se adaptar à crescente realização de todos os canais?

Fornecendo visibilidade perfeita dos dados e uma visão acionável

VISIBILIDADE

26%

Os sistemas e recursos de TI devem permitir uma visibilidade perfeita de ponta a ponta, mas apenas essa porcentagem consegue isso.

Principais takesaways
  • A estreita colaboração entre fabricantes e varejistas é fundamental.
  • Explore o big data para fazer uma mudança radical nos resultados de previsão e detecção de demanda.
  • Integre a TI para fornecer uma visão única do cliente e para fornecer uma execução perfeita.
3 questões para a gestão
  1. Você está colaborando com os principais fornecedores e clientes para compartilhar dados de previsão e vendas?
  2. Os dados disponíveis estão a ser devidamente explorados para fornecer informações reais aos consumidores e preferências de compra e para melhorar as previsões?
  3. Os dados e a TI estão sendo combinados para fornecer uma visão única do consumidor e fornecer uma execução perfeita?

Resumo

O setor de bens de consumo está implementando estratégias omnicanal, trabalhando em estreita colaboração com os fabricantes para abordar questões centrais, incluindo o uso de dados, a agilidade da cadeia de suprimentos e as necessidades dos consumidores.