16 jul 2021

Venture Capital para Scale-Ups: da estratégia de captação à saída do investimento.

Por EY Brasil

Organização de serviços profissionais multidisciplinares

16 jul 2021

Guia produzido pela Endeavor, com patrocínio da EY, prepara empreendedores(as) para navegarem no mercado de capital de risco.

Uma nova geração de scale-ups em mercados emergentes tem chamado a atenção dos maiores fundos de investimento do mundo, tanto pela qualificação de seus empreendedores e empreendedoras, como pelo potencial de crescimento de suas empresas em mercados pouco explorados.

Isso vem impulsionando o venture capital como uma das principais alavancas de crescimento dessas empresas de até médio porte, com modelo de negócio escalável, mas ainda baixo faturamento. E, mais que a injeção de capital, investidores influenciam no próprio andamento e gestão do negócio, contribuindo para a criação de valor e desenvolvimento de todo um ecossistema empreendedor, inclusive em lugares inéditos.

Apesar do venture capital estar avançando e o Brasil ser o maior da América Latina nesse tipo de investimento (totalizando US$ 3,5 bilhões de aporte em 2020), a modalidade ainda segue concentrada em poucas empresas. Para grande parte dos empreendedores e empreendedoras, o acesso a esse capital ainda é difícil, principalmente pela falta de compreensão do ecossistema.

Dentre as empresas apoiadas hoje pela Endeavor, 53% possuem pouco ou muito pouco conhecimento sobre o ecossistema de capital de risco, dificultando o acesso ao capital, principalmente em suas fases iniciais e de expansão, comprometendo seu crescimento de longo prazo.

Guia Venture Capital para Scale-Ups

Por isso, a rede aceleradora, com patrocínio da EY, lançou o guia Venture Capital para Scale-Ups, que esclarece como acessar fundos de investimento, quais são os critérios para receber um investimento e quais os mecanismos de governança necessários para uma sociedade bem-sucedida. 

Empreender no Brasil sempre foi algo desafiador, sob qualquer aspecto, e garantir os investimentos necessários para que o negócio seja bem-sucedido representa outro passo nessa jornada. Muitos não atingem esse objetivo, por não saberem como funciona o mercado de capital de riscos, mas a chegada de uma publicação sobre esse tema, e diretamente voltada às scale-ups, certamente terá um grande valor para essas empresas. É uma maneira de poder contribuir com o desenvolvimento do cenário empreendedor do país”, diz Raquel Teixeira, sócia da EY para Mercados e Líder da EY Private Latam South.

Dividido em quatro partes, o guia revela como os fundos se estruturam; como os investidores selecionam as scale-ups a serem investidas; como é o relacionamento entre empreendedor e investidor depois do investimento; e como se dá o processo de saída do investimento. Tudo isso a partir dos desafios, erros e acertos vivenciados por empresas apoiadas pela Endeavor e com recomendações da rede, composta pelos maiores especialistas do país.

O foco da publicação vai além do acesso a esse tipo de capital, apoiando empreendedores e empreendedoras para se prepararem para navegarem nesse ecossistema, de olho em investimentos saudáveis, sem diluição excessiva ou cláusulas que impedem o crescimento prolongado das scale-ups, fomentando o empreendedorismo de impacto e a geração de empregos no país.

Acesse o Guia Venture Capital para Scale-Ups na íntegra

Resumo

Guia produzido pela Endeavor, com patrocínio da EY, prepara empreendedores(as) para navegarem no mercado de capital de risco.

Sobre este artigo

Por EY Brasil

Organização de serviços profissionais multidisciplinares