4 Minutos de leitura 29 set 2020

EY Future Consumer Index Brasil

Autores

Miguel Duarte

Sócio da EY-Parthenon e líder do segmento de Consumo, Produtos e Varejo para América Latina

Como economista e estrategista, tenho a necessidade de procurar um ângulo diferente em tudo que faço pelos meus clientes. A inovação é um pilar-chave desse processo.

Felipe Miglioli

Sócio-líder da EY-Parthenon Brasil

Profissional experiente e focado em estratégia para ajudar as empresas a investir, realizar transações e crescer.

4 Minutos de leitura 29 set 2020
Related topics FutureConsumer.Now

A vida das pessoas e de empresas de todos os setores teve uma grande transformação no primeiro trimestre de 2020. Em todo o planeta, a pandemia da COVID-19 gerou restrições ao deslocamento de consumidores, trabalhadores e de bens de consumo, impactando a logística dos negócios e as interações pessoais.

Como consequência, mudanças de hábitos e padrões de comportamento que vinham se desenhando ou mudando lentamente tiveram uma forte aceleração. A digitalização dos negócios e a intensificação do uso de canais digitais de interação com os consumidores são exemplos de tendências que já se manifestavam, mas apresentaram uma forte aceleração em questão de meses.

Lidar com a grande velocidade dessa dinâmica e interpretar as novas demandas dos consumidores se tornaram imperativos estratégicos para os negócios. Para auxiliar os negócios a decodificar esse período de profundas transformações, criamos o EY Future Consumer Index, estudo que ajuda líderes em todo o mundo a compreender e acompanhar comportamentos e sentimentos dos consumidores.

Nosso estudo analisa especificamente o impacto da pandemia da COVID-19 sobre os consumidores brasileiros, seus hábitos de consumo e comportamentos. Dessa maneira, o EY Future Consumer Index contribui para o entendimento de sentimentos, preocupações de curto, médio e longo prazo, novos perfis de compra e novas relações de consumo dos brasileiros.

Desde que o isolamento social passou a ser adotado no país, em meados de março, novas necessidades surgiram e novas prioridades de compra emergiram em um cenário de grandes incertezas. Isso faz com que seja essencial interpretar os hábitos de consumo para adequar os modelos de negócio a novas realidades. Com o EY Future Consumer Index, apresentamos a realidade brasileira do consumo durante a COVID-19 e as expectativas dos consumidores para o pós-pandemia.

Sobre o Future Consumer Index

  • Abrangência: nacional
  • Universo: 1.003 consumidores entre 18 e mais de  65 anos, de todas as classes (entrevistas online)
  • 51% mulheres e 49% homens
  • Período das entrevistas: junho e julho de 2020

 

Leia na íntegra:  Future Consumer Index | Brasil Highlights

 

Resumo

Desde que o isolamento social passou a ser adotado no país, em meados de março, novas necessidades surgiram e novas prioridades de compra emergiram em um cenário de grandes incertezas. O EY Future Consumer Index apresenta a nova realidade brasileira do consumo durante a COVID-19 e as expectativas dos consumidores para o pós-pandemia.

 

Sobre este artigo

Autores

Miguel Duarte

Sócio da EY-Parthenon e líder do segmento de Consumo, Produtos e Varejo para América Latina

Como economista e estrategista, tenho a necessidade de procurar um ângulo diferente em tudo que faço pelos meus clientes. A inovação é um pilar-chave desse processo.

Felipe Miglioli

Sócio-líder da EY-Parthenon Brasil

Profissional experiente e focado em estratégia para ajudar as empresas a investir, realizar transações e crescer.

Related topics FutureConsumer.Now