5 minutos de leitura 13 jun 2019
Mulher a falar ao telemóvel em pé e encostada ao carro

Como a confiança na tecnologia está a elevar a fasquia para os auditores

por Hermann Sidhu

EY EMEIA Assurance Deputy Leader

An experienced partner with a focus on driving transformation across the EMEIA Assurance services. Passionate about digital innovation and audit quality.

5 minutos de leitura 13 jun 2019

A tecnologia orientada por dados tem o poder não só de revolucionar a profissão, mas também de proporcionar melhores análises e insights de auditoria.

À medida que as inovações tecnológicas continuam a expandir as mentes, a quebrar fronteiras e a introduzir novas formas de trabalho, as indústrias mundiais estão a transformar-se mais rapidamente do que nunca. Conceitos que eram inimagináveis ou pareciam ficção científica há apenas dez anos estão-se a tornar na nova realidade e os dados estão no cerne desta evolução. No entanto, embora os benefícios potenciais desta revolução tecnológica sejam enormes, coloca-se cada vez mais uma questão de confiança em torno da forma como os dados são utilizados, analisados e armazenados.

Para a auditoria, a tecnologia orientada por dados tem o poder não só de revolucionar a profissão — tanto em termos de acesso à informação como na racionalização dos fluxos de trabalho — mas também de proporcionar melhores análises e insights de auditoria. Por sua vez, ajuda a executar auditorias de alta qualidade, construindo uma maior confiança nos mercados de capitais.

A automação elimina o trabalho mais demorado, mundano e de processo que os auditores faziam manualmente, deixando-os focar nas áreas da auditoria que mais importam – identificando os potenciais riscos e respondendo a eles. Com uma quantidade de dados tão grande à disposição, juntamente com as mais recentes ferramentas de análise e visualização, os auditores são capazes de identificar e abordar esses riscos. 

As bases de dados de grande dimensão podem recolher, armazenar e processar terabytes de dados, aumentando significativamente a quantidade de conteúdo que pode ser avaliado. Para dar uma noção da dimensão a que nos referimos, o EY Helix, que é uma ferramenta analítica de auditoria global, analisou mais de 250 mil milhões de linhas de dados de lançamentos contabilísticos apenas nos últimos 12 meses.

Ferramentas como o EY Helix são capazes de examinar transações individuais linha a linha, analisando-as num contexto geral. Com esta perceção à sua disposição, as equipas da EY podem ver tendências e padrões de atividade que não teriam sido visíveis com uma abordagem de amostragem estatística, ajudando-as a focar-se nas áreas de maior risco e interesse.

Os benefícios da utilização de sistemas automatizados são claros. No entanto, existem desafios a serem superados para que a automação seja totalmente integrada no cenário da auditoria. Praticamente todas as organizações estão numa jornada semelhante, racionalizando uma vasta quantidade de dados estruturados e não estruturados à medida que procuram melhorar as suas capacidades analíticas e conduzir mais velocidade e transparência no seu processo financeiro.

A chave para a ampla adoção das capacidades analíticas é a confiança na segurança e integridade dos dados, onde quer que eles sejam partilhados e como quer que sejam. Quando as empresas fornecem as informações detalhadas necessárias para realizar auditorias eficazes, precisam de estar completamente seguras de que estão sempre protegidas. Os auditores precisam de dar provas em como estão a responder a estas preocupações dos clientes: aqueles que estão à altura deste desafio precisam de demonstrar sistemas de segurança avançados para se protegerem contra hackers e violações. Uma vez que investem em novas tecnologias e se modernizam em conjunto com os seus clientes, precisam de garantir que a conquista e a preservação da confiança são sempre as principais prioridades.

É evidente que a tecnologia está a impulsionar o futuro da profissão e, com o tempo, estes desafios irão ser superados. A auditoria, tal como todas as outras indústrias, está-se a modernizar; a tecnologia irá desempenhar um papel central neste cenário e os níveis de confiança na tecnologia irão aumentar.

Contudo, é importante notar que, apesar do imenso poder desta tecnologia, a auditoria não se está a tornar numa indústria liderada por máquinas. O julgamento profissional do auditor, a sua experiência e o seu conhecimento do setor continuam a ser essenciais. E é o seu profundo conhecimento do processo de auditoria que permite que a tecnologia se integre perfeitamente nas áreas onde terá maior impacto. Em vez de substituir o papel do auditor, a automação está a melhorá-lo, dotando os profissionais de auditoria com uma visão mais confiável e detalhada a partir da qual podem aplicar o seu ceticismo profissional, agregar valor e fornecer auditorias de alta qualidade.

O equilíbrio cuidadoso de dados, tecnologia e perceção humana são críticos na profissão de auditoria. Esse equilíbrio permite que a capacidade e a experiência dos profissionais de auditoria sejam complementadas pela eficiência da tecnologia, levando a uma auditoria mais criteriosa e valiosa para todas as partes interessadas. É neste ambiente que os benefícios profundos da tecnologia moderna são mais evidentes.

 

Este artigo foi publicado anteriormente pela revista Accounting Today.

Resumo

O julgamento profissional do auditor, a sua experiência e o seu conhecimento do setor continuam a ser essenciais. É o seu profundo conhecimento do processo de auditoria que permite que a tecnologia se integre perfeitamente nas áreas onde terá maior impacto.

Sobre este artigo

por Hermann Sidhu

EY EMEIA Assurance Deputy Leader

An experienced partner with a focus on driving transformation across the EMEIA Assurance services. Passionate about digital innovation and audit quality.