4 minutos de leitura 1 out 2019
Fly board lagoa azul jet ski

Como pode a tecnologia dar uma vantagem competitiva às alienações da sua empresa

por

Tony Qui

EY Global Strategy and Transactions, Chief Innovation Officer

Passionate digital leader and innovator transforming companies in disruptive growth through M&A, partnership and JVs. Connector of corporates and start-ups. Proud father of two children.

4 minutos de leitura 1 out 2019

Num mercado onde a sobrevivência do mais forte passa pela capacidade de evoluir rapidamente, a tecnologia é tanto o catalisador quanto o impulsionador da mudança numa alienação.

Para permanecerem ágeis e a dar cartas, as empresas estão a rever as suas carteiras de ativos com mais frequência. O foco está em identificar oportunidades para manter a performance estratégica, operacional e comercial no auge da boa forma, sem perder de vista o objetivo de criar e manter uma vantagem competitiva. 

Alienações estratégicas impulsionadas pela tecnologia podem facilitar crescimento

A convergência tecnológica da indústria continua a ser uma força motriz por trás de muitas estratégias de crescimento das empresas. Para que as empresas possam mover-se mais rapidamente em busca de novas oportunidades de crescimento, a racionalização dos modelos operacionais é uma prioridade.

Adquirir novas tecnologias, talentos, capacidades de produção, start-ups inovadoras ou que dão acesso a novos mercados na totalidade pode ter um efeito transformador, mas é dispendioso. As empresas que pretendem angariar fundos para investir no crescimento dos seus negócios estão a alienar cada vez mais ativos por razões estratégicas e para evitar uma degradação na performance de negócio. Mas o custo de uma alienação pode ser superior ao inicialmente previsto.

Apesar do volume de fusões e aquisições (Mergers and Acquisitions - M&A) e do aumento da concorrência pelos melhores ativos, no EY Global Corporate Divestment Study metade das empresas (51%) relataram que a sua alienação demorou cinco meses ou mais, desde a assinatura até ao fecho, muito para além dos três meses que os acionistas esperavam. Mais da metade (56%) disse que a falta de compreensão em torno das interdependências do fluxo de trabalho comprometeu ou atrasou a conclusão da sua última alienação. À medida que o quebra-cabeças se torna mais complexo com múltiplas peças em jogo ao mesmo tempo, virar atenções para as tecnologias de M&A é a solução inteligente para completar o puzzle com o menor número possível de movimentos.

A EY Capital Edge é uma plataforma baseada na web, especificamente desenhada para usar em alienações complexas. Como plataforma modular, fornece soluções personalizadas para apoiar todos os aspetos de um processo de alienação: conte com dados em tempo real para as mais diversas áreas, das finanças à gestão de projeto, passando por entidades legais e imobiliário, operações e analytics.

A transparência dos dados e a eficiência ajudam a otimizar valor numa alienação

Tome o analytics como um exemplo do que a EY Capital Edge pode fazer para acrescentar valor. Os números mostram que os clientes que usam o analytics numa alienação têm três vezes mais probabilidades de atingir um preço de venda mais elevado e aumentar a valorização do resto do negócio. A EY Capital Edge incorpora dashboards e apresentações visuais intuitivas. Com estas ferramentas ajuda os clientes a terem uma visão clara do racional financeiro do negócio, do impacto para a casa-mãe que está a alienar o ativo e da execução da própria separação – preparando-os para o sucesso.

Com efeito, o analytics passa a ser um elemento sistemático do processo e os benefícios que daí advêm são perfeitamente integrados nos resultados.

No meu recente artigo Como potencializar a sua estratégia de crescimento através de dados e tecnologia, falo de como o volume de dados gerados atingiu um ritmo surpreendente, estimando-se que todos os dias sejam produzidos 2,5 quintilhões de novos bytes de informação. A EY Capital Edge promove a transparência dos dados em múltiplos fluxos de trabalho paralelos e garante uma visão única e segura de todas as equipas, atividades, documentos, riscos e interdependências envolvidas.

É uma plataforma one-stop-shop que opera especificamente ao nível da eficiência do processo e para promover o nível de colaboração necessário para colocar todas as partes envolvidas a remar no mesmo sentido e ao mesmo ritmo, mesmo que a partir de diferentes posições. A automação de processos manuais na EY Capital Edge poupa tempo, melhora o governance e a rastreabilidade.

A verdade é que, quanto mais eficiente e transparente o processo de alienação for para a empresa, mais será possível otimizar o seu valor e mais rápido será possível financiar investimentos transformadores, que façam o negócio crescer.

Num mercado onde tempo é dinheiro e os concorrentes estão a evoluir num ritmo acelerado, pode dar-se ao luxo de não adotar tecnologia que introduzirá uma vantagem competitiva?

Resumo

Há mais empresas a considerarem a alienação de ativos como forma de libertar fundos para investimentos transformadores, que melhorem a sua agilidade e aumentem a sua vantagem competitiva nos negócios.

Com os atrasos e o desmoronar de processos a afirmarem-se como ameaças bem reais ao histórico de criação de valor, as empresas procuram cada vez mais o apoio da tecnologia. A EY Capital Edge disponibiliza uma plataforma modular baseada na web, que ajuda a manter o processo de alienação da sua empresa no caminho certo. Mesmo antes da operação começar, prepara a empresa para a alienação, colocando o crescimento transformador do seu negócio um passo mais perto da realidade.

Sobre este artigo

por

Tony Qui

EY Global Strategy and Transactions, Chief Innovation Officer

Passionate digital leader and innovator transforming companies in disruptive growth through M&A, partnership and JVs. Connector of corporates and start-ups. Proud father of two children.

Tópicos relacionados Strategy and Transactions Digital