5 minutos de leitura 1 mar 2019
Homem a navegar no mar com o céu limpo

Como as empresas de TMT podem acompanhar a próxima onda quando os mercados futuros ainda não existem

5 minutos de leitura 1 mar 2019
Related topics Telecomunicações

Para prosperar num mundo cada vez mais conectado, as empresas precisam de se tornar mais digitais.

Num cenário de profunda disrupção e incerteza, as empresas lutam com o desafio de saber como será o futuro e o impacto que este terá. O dilema é, sem dúvida, maior para as empresas do setor de tecnologia, media & entretenimento e telecomunicações (TMT), que está a liderar a disrupção, por um lado, ao mesmo tempo em que está exposto a novos disruptores. Para aumentar esta pressão, a tecnologia 5G está preparada para desbloquear novos modelos de negócios e possibilidades quase infinitas para as empresas de TMT – inclusive ao permitir que a internet chegue a mais lugares e pessoas do que nunca.

Para prosperar num mundo cada vez mais conectado, as empresas de TMT precisam de capitalizar a tecnologia 5G e outras inovações avançadas, incluindo inteligência artificial, blockchain, a cloud e automação de processos robóticos. Para terem sucesso, precisarão de utilizar estas tecnologias de novas formas ousadas, integrando-as em plataformas que forneçam uma base para a tomada de decisão robusta e rápida. Não sabemos que produtos e mercados existirão no futuro, mas isso não importa. O sucesso não vai depender de saber que produtos vamos vender, e a que clientes, dentro de 10 anos. Recairá no poder de plataformas flexíveis que permitam às empresas transformarem-se em empresas digitais adaptáveis que possam responder a oportunidades de mercado imprevistas.

O sucesso irá recair no poder de plataformas flexíveis que permitam às empresas transformarem-se em empresas digitais adaptáveis que possam responder a oportunidades de mercado imprevistas.

No mundo imprevisível, acreditamos que as empresas líderes de mercado de TMT devem:

  • Compreender o mercado e as sensibilidades operacionais dos seus modelos de negócio
  • Equipar-se para ler os seus mercados de forma instantânea, precisa e reagir quando necessário em tempo real
  • Utilizar plataformas interativas e ecossistemas que lhes permitam mobilizar os seus recursos para uma iteração contínua em resposta às exigências dos clientes, em constante mudança

Adaptação dos modelos de negócio às sensibilidades do mercado

Um exemplo pertinente de sensibilidade do mercado é o impacto da mudança da demografia do cliente sobre o conteúdo e as estratégias de canal dentro do espaço de media e entretenimento. Um estudo recente da EY destaca a necessidade de as empresas acomodarem as preferências da geração de baby-boomers, cada vez mais conhecedora da tecnologia, que tem uma alta renda disponível e tende a ser mais leal do que as gerações mais jovens. Para alcançar este objetivo, as empresas terão de adotar uma abordagem orientada para os dados que lhes permita compreender como as gerações mais velhas estão a utilizar a tecnologia, de modo a poderem criar experiências personalizadas através dos canais certos e desbloquear grandes oportunidades de crescimento.

Capacidade de resposta em tempo real

Existe uma série de novas ferramentas e emergentes que podem permitir que as empresas de TMT leiam os seus mercados de forma instantânea e precisa. O aproveitamento de dados de plataformas de media social é um exemplo óbvio, e ferramentas mais inovadoras estão definidas para serem seguidas no futuro. É fundamental que as empresas façam uso das tecnologias que temos agora à nossa disposição. Uma área emergente de oportunidades é o comércio de conversas, onde as empresas podem usar bots e outros programas de chat automatizados para se envolverem com os consumidores através de plataformas de mensagens. O comércio conversacional pode ser uma ótima maneira de levar uma marca aos consumidores e de construir uma relação personalizada, confiável e bidirecional a longo prazo. 

A transformação exige iteração contínua

Não existe um ponto final para a transformação. É um processo contínuo que requer iteração contínua, em resposta às exigências dos clientes, em constante mudança. As empresas de TMT que percebem isso já ajustaram as suas estratégias de negócios e tecnológicas. Por exemplo, algumas estão a utilizar a inteligência artificial (IA) para transformar as operações de back-office em centros de suporte global de negócios prontos para o futuro. Estas ferramentas de IA estão preparadas para evoluir ainda mais à medida que melhoram a sua capacidade de espelhar a inteligência humana e realizar análises, orçamentos, tomada de decisões e planeamentos mais complexos. As empresas tornar-se-ão mais ágeis e mais rápidas no mercado e serão capazes de servir melhor e mais rapidamente os seus clientes.

Não existe um ponto final para a transformação. É um processo contínuo que requer iteração contínua, em resposta às constantes mudanças nas exigências dos clientes.

A próxima onda da indústria

Não sabemos que empresas serão os gigantes de TMT do amanhã, a verdade é que poderão ainda nem existir nos dias de hoje. No entanto, uma coisa de que podemos ter a certeza é que serão empresas digitais adaptáveis que estão predispostas a reagir às mudanças dos comportamentos dos clientes e prontas para aproveitar as oportunidades do mercado. Para elas, o planeamento será um processo fluido e cultivarão estratégias operacionais 'plug-and-play' que as deixarão mudar de velocidade a qualquer momento. Também se irão apoiar em ecossistemas expansivos e tecnologias avançadas que lhes permitam tomar decisões empresariais impactantes no lugar certo, no momento certo.

Como se chega ao próximo antes do próximo chegar a si? Junte-se à EY para discutir como é que as tecnologias disruptivas irão ajudar as empresas a enfrentar a próxima onda da indústria no MWC MWC Barcelona – de 25 a 28 de fevereiro de 2019. Junte-se ao debate usando as hasthags #NextWave, #BetterQuestions e #MWC19.

Resumo

O que irá diferenciar as empresas de TMT mais bem-sucedidas do futuro? As hipóteses são de que não sejam produtos ou mercados. Será a agilidade e a velocidade.

Sobre este artigo

Tópicos relacionados Telecomunicações