6 minutos de leitura 16 set 2019
Trabalhador repara máquina de maquinação a frio

Como é que as empresas líder de Produção Avançada (Advanced Manufacturing) estão a lidar com as novas tendências dos principais mercados de produtos de consumo?

por

António Oliveira

Diversified Industrial Products Leader, Strategy and Transactions, Ernst & Young, S.A.

20 anos de experiência em consultoria financeira. Pai de dois filhos, tem como hobbies o squash, natação e música.

6 minutos de leitura 16 set 2019
Tópicos Relacionados Produção Avançada Supply Chain

As empresas líder de Advanced Manufacturing (AM) estão a reorganizar as suas prioridades para criar estratégias de crescimento resiliente no contexto das grandes mudanças dos mercados de produtos de consumo.

As perspetivas de crescimento divergem entre os subsetores de AM no segundo trimestre de 2019, dada a resposta dos mercados de bens de consumo aos desafios que enfrentam. Embora a perspetiva geral pareça promissora, as indústrias de fabricação de produtos químicos e de produtos industriais estão a adotar estratégias cautelosas devido a desenvolvimentos mistos nos principais mercados finais, como o mercado automóvel e o mercado de produtos eletrónicos.

Durante a divulgação de resultados trimestrais do segundo trimestre de 2019, reuniram 28 empresas líder de AM (integrando os setores aeroespacial e de defesa, produtos industriais e produtos químicos, entre outros) para discutir os temas que estão a moldar as suas estratégias para o próximo trimestre.

Embora os tópicos não tenham diferido significativamente do último trimestre, surgiu uma mudança de prioridades no quadro da divulgação de resultados em apreço. Desta vez, os líderes deram maior destaque à”inovação e ao lançamentos de novos produtos/serviços” e a ”iniciativas financeiras”, a par dos “desenvolvimentos dos mercados de bens de consumo”.

A estratégia de AM para o segundo trimestre parece ser variada e diferenciada entre os setores, dadas as diferentes perspetivas de crescimento. Os principais pontos de discussão estão ilustrados de seguida:

1.    Desenvolvimentos nos mercados finais — tendências nos principais segmentos de clientes

As previsões indicam que a queda na receita global de várias empresas se prolongará no segundo semestre de 2019 devido ao enfraquecimento dos principais segmentos de clientes, como a produção global de automóveis. A produção de equipamento eletrónico na China e na Coreia do Sul e a construção residencial nos EUA são alguns dos mercados de produtos de consumo que estão a passar por um período de baixo crescimento. Porém, a despesa pública em defesa nos EUA e na Europa deverá originar um aumento na procura de produtos e serviços aeroespaciais e de defesa (AD). A procura das atividades de extração e refinação de petróleo, de gás e de extração mineira é expectável que aumente, originando, por sua vez, um aumento na procura de equipamentos e produtos químicos.

2.    Projetos críticos — atualizações importantes do projeto são cruciais para a estratégia da empresa

À medida que as empresas adquirem novos negócios, as últimas atualizações sobre a produção e os millestones relacionados com os principais projetos serão cruciais para desenhar estratégias bem-sucedidas nas empresas. Para este fim, a maioria das empresas fabricantes de produtos químicos investe em medidas de eficiência, desde upgrades e turnarounds fabris até novos sistemas de planeamento de recursos empresariais (ERPs).

3.    Evolução geográfica — crescimento por regiões

Na China, a procura permanece elevada em setores como a construção, infraestruturas e defesa, juntamente com os esforços de estímulo económico e as projeções para os gastos dos consumidores com férias. A promessa de crescimento da América do Norte parte, principalmente, de empresas de produtos e serviços aeroespaciais e de defesa (A&D). O crescimento nos mercados industrial e de construção surge conjugado, embora a existência de uma redução nas taxas de juro possa aumentar a despesa no segundo semestre de 2019. Para além da flutuação da moeda, a América Latina, em particular o Brasil e o México, apresentam fortes sinais de crescimento. Porém, as condições climáticas mais secas e os riscos no transporte de mercadorias aumentam os desafios enfrentados pelas empresas de produtos químicos na Europa Ocidental.

4.    Inovação e lançamentos de novos produtos e serviços — a pesquisa ocupa o centro das atenções

As tecnologias digitais estão, simultaneamente, a aumentar a eficiência e a segurança dos processos de produção das empresas de produtos químicos e industriais, bem como a reduzir os seus custos operacionais. Os fabricantes de produtos industriais continuam a aumentar as despesas em I&D para apoiar ofertas inovadoras permanentes. Também o setor de A&D tem interesse na I&D, dado o aumento do orçamento do Estado para defesa. As parcerias continuam a oferecer aos seus parceiros oportunidades de comercialização de novas tecnologias.

5.    Gestão de capital e cash flow — mudanças nas perspetivas

Uma forte priorização da disciplina de capital circulante, apoiada por programas de controlo de produtividade e de custos, está a contribuir para um regime de cash flows melhorado. O aperfeiçoamento dos sistemas de cobrança de dívidas é uma prioridade crescente, especialmente para  empresas de A&D.

6.    Iniciativas financeiras — gestão e aplicação de capital

A atividade de recompra de ações e os compromissos com dividendos continuam no caminho de muitos, sendo impulsionada por quedas ocasionais nos preços das ações. As despesas de capital estão a aumentar em empresas de todos os setores. Algumas empresas estão a apoiar o lançamento de novos produtos e serviços e melhorias nas suas instalações, enquanto outras investem em ativos adquiridos através de transações de M&A.

7.    Mudança nas perspetivas financeiras — otimismo para o crescimento das receitas

O crescimento das receitas para as empresas de A&D é bastante otimista. No entanto, várias empresas estão a adotar uma postura cautelosa para o segundo semestre de 2019, devido à incerteza macroeconómica e à contração da procura nos principais mercados. Espera-se que os programas de gestão de gastos continuem a produzir resultados positivos, ainda assim as empresas líder reconhecem que os ganhos podem ser menores se o crescimento das receitas continuar a abrandar.

8.    Redução de custos — controlo de custos em toda a organização

As áreas comuns para controlo de gastos são a racionalização das estruturas organizacionais, a alienação de negócios não-essenciais, a melhoria da produtividade operacional e a gestão mais efetiva da cadeia de abastecimentos. A automação e os sistemas digitais estão a apoiar alguns destes esforços, mas os investimentos e retornos têm de ser claros para os investidores, a fim de apoiar a redução geral de gastos. As fusões de empresas permitem beneficiar de sinergias poupadoras de gastos, enquanto os programas plurianuais continuam a reduzir os gastos de produção.

9.    Mudanças nos níveis de produção — ajustamentos de capacidade então em crescimento

As empresas de A&D conduzem análises sobre as expansões de capacidade no setor aeroespacial e de defesa. Algumas empresas de produtos químicos e industriais estão a reduzir a produção de materiais para automóveis e aplicações eletrónicas, em resposta ao enfraquecimento da procura.

10.    Ambiente geopolítico — as tarifas contribuem para aumentar os custos

Não é expectável que as relações comerciais entre a China e os EUA melhorem no segundo semestre de 2019, o que poderá afetar a confiança dos investidores e a estabilidade macroeconómica, se se prolongarem. Na preparação para o Brexit, os fornecedores desafiados a manter níveis mais altos de stocks no Reino Unido, a fim de diminuir a probabilidade de escassez e atraso nas entregas. Como as tarifas continuam a aumentar os custos de produção, alguns produtores estão a aumentar os preços, enquanto outros procuram absorver esses custos.

  • Âmbito, limitações e metodologia

    Esta análise explora os principais temas das divulgações públicas de resultados trimestrais de 28 empresas de AM pertencentes aos setores aeroespacial e de defesa, de produtos industriais e de produtos químicos. A identificação dos 10 principais temas baseou-se apenas na análise das divulgações de resultados. Os temas são vistos como uma fonte de informação momentânea e imediata e não como uma análise de caráter universal, revelando insights quer de empresas líder de AM quer de analistas das indústrias associadas durante o trimestre.

Resumo

As empresas de AM estão a reportar diferenças nas perspetivas de crescimento para o segundo semestre de 2019, por subsetor. Setores como aeroespacial e defesa estão focados no futuro com confiança, enquanto outros setores são mais cautelosos devido às mudanças nas principais tendências de mercado. O compromisso com a inovação surgiu como um componente crítico para manter produtos e serviços competitivos em todo o tipo de condições de mercado.

Sobre este artigo

por

António Oliveira

Diversified Industrial Products Leader, Strategy and Transactions, Ernst & Young, S.A.

20 anos de experiência em consultoria financeira. Pai de dois filhos, tem como hobbies o squash, natação e música.

Tópicos relacionados Produção Avançada Supply Chain