Como é que a tecnologia de digital tax está a redefinir o seu contexto fiscal? Como é que a tecnologia de digital tax está a redefinir o seu contexto fiscal?

por Dante DeWitt

EY Global Tax Chief Technology Officer

Thought leader in the financial services technology sector. Ability to create and communicate a clear vision to align with and enable business objectives. Husband. Father. Whitewater rafter.

2 minutos de leitura 10 out 2019
Related topics Tax Digital

Os Tax Leaders devem acompanhar a tendência crescente do volume de dados digitais e utilizar a corrente de digitalização para transformarem as suas organizações. Mas como?

Os dados digitais são a nova realidade. Na vida quotidiana, no mundo empresarial e em todas as outras áreas, os dados analógicos deram lugar aos dados digitais. O volume desses dados e os novos requisitos impostos às empresas podem limitar o progresso de uma organização. 

A função tributária não é, certamente, uma exceção.

Há poucos anos atrás, quem poderia prever que o reporting digital iria mudar o papel desempenhado pela função fiscal, de compliance para legitimação e defesa? Ou até mesmo a necessidade estar ao corrente do enquadramento fiscal da impressão em 3D?

Esta nova realidade intensificou a procura de executivos experientes, diretores e profissionais na área fiscal bem como na área das tecnologias. Estes profissionais estão a enfrentar alguns desafios:


  • Legislação: Constante e continuamente em evolução, as alterações legislativas exigem, agora mais do que nunca, um foco adicional e uma ação cada vez mais rápida.
  • Tecnologia: Quase todas as organizações estão imersas em tecnologia, contudo, para se tirar o máximo partido desta, significa utilizá-la de forma eficaz, garantir que está atualizada e que responde às necessidades da empresa.
  • Talento: Recrutar e reter os talentos tornou-se um desafio. No entanto, uma vez contratados, os colaboradores deverão concentrar-se em atividades de valor acrescentado, e não em tarefas com um retorno de investimento reduzido.

  • Os Tax Leaders devem acompanhar a tendência crescente do volume de dados digitais e utilizar a corrente de digitalização para transformarem as suas organizações. Mas como? 

    As questões fiscais de hoje exigem uma atitude focada no dia de amanhã.

    O volume de dados digitais irá aumentar, bem como a velocidade a que as empresas terão de se adaptar a esta tendência.

    Os Tax Leaders devem analisar as tecnologias utilizadas nas suas empresas e questionarem-se como — mesmo se— essas tecnologias satisfazem as suas necessidades operacionais e se servem os seus clientes.

    Os Tax Leaders têm um ritmo de trabalho intenso que irá aumentar em virtude de disrupções, alterações legislativas e regulamentares, transformação de talentos e de qualificações e uma envolvente cada vez mais digital.
    Dante DeWitt
    EY Global Tax Chief Technology Officer

    As organizações fiscais que se encontram melhor preparadas irão alavancar os avanços atuais da tecnologia. Para posicionar as suas empresas na vanguarda do mercado, os Tax Leaders devem integrar as valências da automação, big data e analytics.

    Calibrar a função fiscal nestes pressupostos ajudará a enfrentar os desafios de hoje e a preparar os desafios de amanhã.

    Resumo

    Os dados digitais impuseram às organizações questões sem precedentes e, para essas organizações evoluírem os Tax Leaders de hoje, precisam de se adaptar através da integração de big data, automação e analytics.

    Sobre este artigo

    por Dante DeWitt

    EY Global Tax Chief Technology Officer

    Thought leader in the financial services technology sector. Ability to create and communicate a clear vision to align with and enable business objectives. Husband. Father. Whitewater rafter.

    Tópicos relacionados Tax Digital