8 minutos de leitura 10 mai 2019
Rubens Menin fundador da empresa de construção MRV Engenharia

Como o crescimento sustentável transforma empreendedores em disruptores

por

EY Angola

Firma de serviços profissionais multidisciplinares

8 minutos de leitura 10 mai 2019
Related topics Empreendedorismo

A abordagem inovadora de Rubens Menin à construção deu a inúmeras pessoas com baixos rendimentos a oportunidade de adquirirem imóveis. 

Da rua, pouco se destaca a nível arquitetónico acerca do 96 Rua dos Maçaricos. Para Rubens Menin, no entanto, a casa em Vila Clóris – um bairro montanhoso em Belo Horizonte, capital do estado brasileiro de Minas Gerais – tem muito significado. Foi a primeira casa que construiu, em 1978, enquanto trabalhava para um engenheiro. O projeto ficou dentro do orçamento, tendo custado apenas metade do custo previsto.

Menin investiu os lucros da primeira casa em três novos projetos. Formou-se, utilizou o lucro dos seus primeiros projetos para comprar um lote no qual construiu 10 lotes e fundou a MRV Engenharia. Hoje, a empresa constrói mais de 40.000 apartamentos por ano, e 1 em cada 200 brasileiros vive numa casa construída pela MRV.

Em especial, deu a milhões de pessoas com baixos rendimentos a oportunidade de comprarem uma casa própria. Isto deve-se em parte às inovadoras opções de financiamento oferecidas pela MRV, que permitem aos compradores distribuir o custo da compra ao longo de mais de 30 anos e pagar em prestações semelhantes ao preço equivalente do arrendamento.

No entanto, apesar do sucesso fenomenal da empresa – é a maior construtora de casas da América Latina e a terceira maior do mundo – e o papel de Menin como presidente, este ainda tem um interesse pessoal nas atividades do dia-a-dia. Para além de visitar todos os 250 locais com obras ativas, gosta de se conectar com colegas, participar na compra de terrenos e visitar locais comerciais, onde também se encontra com potenciais clientes.

“Quando posso, gosto de estar presente para entregar as chaves aos inquilinos”, diz com um sorriso. “É o melhor momento de todo o negócio.”

A paixão de Menin não só revolucionou a forma como as casas são construídas e enriqueceu as vidas de milhões, mas a sua carreira exemplifica três valores chave que todos os futuros empreendedores podem cultivar para se tornarem disjuntores.

1. Tenha um objetivo apara além do lucro

Empreendedores que estabeleçam padrões olham para além dos seus próprios interesses para guiarem a sua missão.

O próprio Menin não nasceu numa família de baixos rendimentos. Os seus pais eram engenheiros e este desfrutou de uma juventude que muitos dos 200 milhões de cidadãos do Brasil considerariam privilegiada. Talvez como resultado, este tenha decidido desde cedo que o seu objetivo de vida seria retribuir à sociedade.

A construção das casas foi o veículo perfeito para esta vocação. Enquanto as grandes empresas de construção da época competiam por causa de um pequeno segmento de mercado – os ricos – Menin concentrou-se no segmento com baixos rendimentos.

“Durante muito tempo, éramos os únicos neste mercado”, recorda. Como resultado, a MRV teve um profundo impacto social e económico. Desde a sua criação, a MRV constrói casas de boa qualidade e baixo custo, com opções de financiamento atraentes – casas que antes não seriam acessíveis a pessoas com baixos rendimentos.

Imagem de Rubens Menin a conhecer os construtores Spazio Parthenon

2. Conheça e experimente novas tecnologias

Encontrar soluções modernas para problemas antigos exige inovação tecnológica.

O ato de proporcionar a oportunidade de dar uma propriedade a pessoas com baixos rendimentos e fazê-lo com lucro, foi um desafio que Menin enfrentou de frente. “Para construir uma casa acessível, é necessário tecnologia. Sou engenheiro, gosto de construção e passei muito tempo a trabalhar com tecnologias que entram nas casas que construímos ”, diz. Menin e a sua equipa viajaram pelo mundo para estudar técnicas de construção, que foram destiladas em planos de construção que reduzem o desperdício a níveis sem precedentes. “Aperfeiçoámos o nosso processo até conseguirmos construir um prédio de cinco andares em 10 dias”, diz Menin com orgulho.

Este foco no aperfeiçoamento de tecnologia para criar eficiências operacionais também permitiu que este fugisse da norma. A indústria da construção é geralmente vista como poluidora, mas a MRV plantou um milhão de árvores no Brasil, extraindo 550.000 toneladas de CO2 da atmosfera, e os seus novos desenvolvimentos estão equipados com painéis solares no telhado. O objetivo é reduzir os custos de energia dos clientes e reduzir a pegada de carbono da MRV e dos seus edifícios.

3. Alinhe os seus valores familiares com os da sua organização

Assim como os seus pais haviam infundido nele o gosto pelos canteiros de obras quando ele era menino, Menin fez o mesmo com seus próprios filhos, que estão agora a assumir o controlo diário da MRV. Rafael é CEO da empresa e Maria Fernanda é Diretora Jurídica; Rubens permanece como presidente.

Rubens Menin filho filha imagem de escritório

O filho mais novo de Menin, João Vitor, trabalhou para a MRV, mas com o apoio da sua família, integrou o Banco Inter – outro dos empreendimentos da família Menin – e transformou o negócio num dos primeiros bancos no Brasil a trabalhar inteiramente online.

Quando os seus filhos estavam no final da adolescência, Rubens pediu-lhes que convidassem 40 dos seus amigos para trabalharem na MRV. “O meu pai sempre teve a mentalidade de que, ainda mais importante do que construir a empresa, é formar uma equipa de pessoas altamente qualificadas”, explica Rafael. Quanto aos amigos, “ficaram emocionados, porque nos conheciam como uma família e ouviam falar das conquistas da MRV.”

A abordagem foi tão bem-sucedida que 37 dos 40 colaboradores ainda estão na empresa hoje, vários deles em cargos importantes. "Demos-lhes a oportunidade e eles aproveitaram-na", diz Menin.

Obviamente, o lucro é importante, mas precisamos de fazer negócios de maneira a melhorar a qualidade da sociedade. Este é um dos valores da MRV.
Rafael Menin
MRV Engenharia

À medida que a próxima geração da família toma as rédeas, não existe perigo de que o objetivo original de Menin seja esquecido. Maria Fernanda é chefe do Instituto MRV, braço social da empresa, que pretende transformar a vida das crianças através do acesso à educação, cultura e desporto.

"Estamo-nos a envolver com muitos projetos sociais que podem ajudar a trazer alguma dignidade aos brasileiros", diz ela, enquanto Rafael acrescenta: "É claro que o lucro é importante, mas precisamos de fazer negócios sabendo que estamos a melhorar a qualidade de vida da sociedade." Este é um dos valores da MRV e estamos a fazê-lo cada mais, todos os dias.”

Enquanto isto, a empresa está a expandir-se para outros territórios, principalmente para os EUA. Ao implementar uma abordagem inovadora na construção, Rubens Menin espera continuar o seu percurso bem-sucedido de crescimento com a MRV, exemplificando os valores que impulsionam a transformação não apenas nos negócios, mas no mundo como um todo.

 

As opiniões de terceiros estabelecidas nesta publicação não são necessariamente as opiniões da organização global da EY ou das suas empresas membros. Além disso, estas devem ser vistas no contexto em que foram criadas.

Remodelar. Reimaginar. Reinventar.

As perceções da EY sobre crescimento podem ajudá-lo a desbloquear todo o seu potencial e realizar os seus objetivos mais rapidamente.

Descubra mais

Resumo

O EY World Entrepreneur Of The Year 2018, Rubens Menin, implementou abordagens inovadoras para a indústria da construção que ajudaram a construir um crescimento sustentável para o seu negócio, a MRV Engenharia, permitindo que milhões de pessoas com baixos rendimentos pudessem ter uma casa.

Sobre este artigo

por

EY Angola

Firma de serviços profissionais multidisciplinares

Tópicos relacionados Empreendedorismo