Retrato fotográfico de Sandra Primitivo
Nos dias de hoje, a prestação de contas por parte dos decisores públicos relativamente às suas opções de política não é uma tendência, mas sim uma exigência de cidadania.

Sandra Primitivo

Principal, EY-Parthenon, Ernst & Young, S.A.

Integrou a área de estratégia da EY há 3 anos, renovando o desafio de 25 anos em consultoria. Tem dois filhos e o seu hobby continua a ser a dança, que lecionou durante mais de 10 anos.

Sandra é atualmente a responsável pela área de Avaliação de políticas públicas da EY-Parthenon. Representa Portugal na EU Account da EY em Bruxelas.

Nos últimos 20 anos participou e coordenou avaliações de cerca de 35 programas públicos em diversos domínios: incentivos às empresas, inovação, investigação e desenvolvimento, instrumentos financeiros, desenvolvimento regional, regeneração urbana, emprego, formação e cooperação para o desenvolvimento.

A análise de impactos económicos e sociais - de grandes projetos ou de políticas públicas -, assim como a determinação do valor económico induzido por atividades e setores, constituem também áreas de afirmação na prestação de serviços a entidades públicas e privadas.

Tem experiência de coordenação de projetos envolvendo diversos atores e equipas ao nível nacional e internacional.

Como a Sandra está a construir um mundo melhor de negócios

"Num quadro de crescente escassez de recursos públicos, a prestação de contas (accountability) por parte dos decisores de política assume cada vez maior relevância e exige informação fundamentada sobre a otimização na aplicação dos recursos disponíveis.

Os exercícios de avaliação que desenvolvo fornecem inputs fundamentais quer para o desenho das políticas (ex ante), quer para a adoção de medidas de ajustamento que permitem uma maior orientação para os resultados e uma implementação eficiente das políticas concebidas."

Contacte Sandra