Quanto melhor a pergunta. Melhor a resposta. Melhor trabalha o mundo.

Como criar um 'MAP' para o sucesso

A EY está a construir um caminho melhor para proporcionar maior educação e emprego a estudantes carenciados nos EUA.

homens ouvem e riem-se do programa college MAP
(Chapter breaker)
1

Quanto melhor a pergunta

Poderá o acesso à educação resolver a crise de emprego dos jovens?

O futuro do trabalho apresenta desafios que talvez o acesso por si só não consiga resolver.

Um dos desafios mais urgentes da sociedade atual é o desemprego juvenil. Apenas nos EUA, quase seis milhões de jovens, com idades compreendidas entre os 16 e os 24 anos, estão desconectados do trabalho e da escola, cujo custo económico está estimado como equivalente a uma recessão nacional permanente.

Como as coisas se encontram, é improvável que estes custos diminuam. Embora pesquisas da Universidade de Georgetown indiquem que 35% das vagas de trabalho em breve exigirão pelo menos um diploma de licenciatura, mais de 400.000 estudantes do ensino médio dos EUA a cada ano — muitos de comunidades carenciadas — não chegam a frequentar a faculdade.

Hoje em dia, manter o ritmo da Era da Transformação, preservar e aumentar a diversidade da nossa força de trabalho futura exige preencher esta lacuna. Fazê-lo com sucesso envolve, sem dúvida, elevar as aspirações dos alunos carenciados para frequentarem a faculdade, mas será que melhorar a equidade de acesso por si só é suficiente para atingir este objetivo?

mulher a fazer table clap durante programa college MAP
(Chapter breaker)
2

Melhor a resposta

Mentoring for Access and Persistence (MAP)

As mentalidades são importantes.

Na EY, acreditamos que a resposta é não. Aumentar a consciencialização dos alunos sobre as diferentes oportunidades da faculdade, iluminar os benefícios ao longo da vida do ensino superior e desmistificar o processo de solicitação da ajuda financeira e pagamento da faculdade são partes importantes da equação — mas são apenas o início.

Especialmente para jovens carenciados — muitos dos quais podem ser os primeiros membros das suas famílias a frequentar a faculdade — desenvolver mentalidades, habilidades e confiança do que precisam para ter sucesso quando lá chegarem, é um desafio ainda maior. Ajudar os alunos a desenvolver qualidades como iniciativa e autoconfiança, flexibilidade e adaptabilidade, pensamento crítico e resolução criativa de problemas irá ajudá-los a ter sucesso no ensino superior, e todos eles podem ser nutridos por meio de orientação.

É por isso que o EY College MAP — presente em 37 cidades nos EUA — foca-se no aconselhamento para tanto acesso como persistência. O programa não apenas inspira e apoia jovens de comunidades carenciadas a frequentar a faculdade, mas também fornece apoio pessoal e orientação sobre as habilidades para a vida que ajuda-los-ao a permanecer na faculdade, concluir os seus diplomas e fazer a transição com sucesso para o mundo do trabalho.

Durante workshops mensais interativos, grupos de estudantes locais do ensino secundário exploram todos estes tópicos com grupos de mentores da EY, selecionados de todas os ranks e service lines. Este modelo de aprendizagem de grupo oferece algumas vantagens distintas sobre abordagens mais comuns e individuais. Vários mentores podem trazer uma variedade mais ampla de perspetivas e ideias para orientar os alunos, e os próprios alunos são incentivados a tornarem-se a sua própria comunidade académica de apoio.

O impacto do College MAP

99%

dos alunos do College MAP concluem o ensino médio e 90% matriculam-se na faculdade, contra uma média entre estudantes de baixa renda de 72% e 42%, respetivamente.

homem com uma camisa de xadrez no programa College MAP
(Chapter breaker)
3

Melhor trabalha o mundo

Ajudando os jovens a alcançar seu potencial.

O College MAP beneficia os alunos que servimos, as nossas comunidades e os nossos colaboradores.

As estatísticas falam por si. Noventa e nove por cento dos estudantes do College MAP formam-se no ensino médio e 90% matricula-se na faculdade, em comparação com uma média de 72% e 42% nos estudantes carenciados nos EUA, respetivamente — números significativos quando se considera que 65% dos empregos nos EUA exigem uma educação universitária.

Para estudantes como a Koya, o impacto pode ser transformacional. “Não me sentia confiante em frequentar a faculdade. Não estava confiante das notas que tinha. Ter mentores para a encorajarem-me ajudou-me bastante”, diz ela. “Aprendi que se trabalhares muito e acreditares em ti mesmo, não há nada que não possa ser alcançado. Sou a primeira pessoa da minha família a ir para a faculdade.”

Obviamente, não são apenas os alunos que beneficiam da experiência. Além de serem mais propensos a ter sucesso na escola, os jovens com mentores também têm maior probabilidade de se tornarem líderes e modelos nas suas comunidades — jovens adultos independentes, resilientes e empreendedores que inspiram outros a seguirem o seu exemplo.

Pesquisas também mostram que os profissionais da EY que canalizam as suas habilidades, conhecimentos e experiência para fortalecer as nossas comunidades recebem classificações de desempenho significativamente melhores, permanecem na organização por mais tempo e têm melhores relacionamentos com os seus colegas. Aqueles que se envolvem com experiências envolventes de orientação, como o College MAP, relatam o melhor envolvimento da classe, o que acaba por impactar os nossos negócios e resultados.

“Olhando para trás, consigo realmente ver que a participação no College MAP causou um enorme impacto na minha vida profissional”, diz Pamela K. Mizuno, mentora da EY. “As minhas habilidades para falar em público e de liderança cresceram, e a minha rede pessoal também expandiu. Mais importante ainda, este projeto manteve-me feliz e envolvida, com um forte senso de conexão com o nosso propósito de construir um mundo melhor de negócios.”

Contacte-nos

Achou este conteúdo interessante? Peça-nos mais informações.