Como o carbono negativo pode gerar um valor positivo para o planeta?

10 Minutos de leitura 25 jan 2021
Por EY Brasil

Organização de serviços profissionais multidisciplinares

10 Minutos de leitura 25 jan 2021

Para ajudar a construir um mundo de negócios melhor, a EY será carbono negativo em 2021 e net zero em 2025.

Em resumo
  • É urgente agirmos para limitar as emissões globais de carbono. Como empresa, acreditamos que temos a responsabilidade de ir mais longe, mais rápido.
  • Estabelecemos metas para reduzir significativamente as emissões absolutas da EY. Removeremos e compensaremos mais carbono do que emitimos, a cada ano  — tornando a EY carbono negativo em 2021 e net zero em 2025.
  • Nossa ambição reflete a mudança das expectativas dos stakeholders da EY, especialmente as pessoas da EY, para construir um mundo de negócios melhor e criar valor a longo prazo. 

Amudança climática é uma das questões que definem o nosso tempo. A ciência é clara: enfrentamos mudanças significativas e irreversíveis no clima, provocadas pelo homem. Sabemos que é urgente agir se quisermos limitar o aumento da temperatura global a 1,5°c acima dos níveis pré-industriais, em conformidade com o Acordo de Paris. Só assim poderemos evitar catástrofes e proteger o planeta para as gerações futuras.

Como o mundo dos negócios tem sido uma fonte de emissões de carbono do mundo, acreditamos que temos a responsabilidade de agir. Coletivamente, as empresas têm os recursos financeiros, a capacidade tecnológica, o alcance global e a capacidade inovadora necessários para encontrar as soluções para um futuro de baixo carbono e para evitar danos irreversíveis ao nosso planeta. Temos os meios e a responsabilidade de agir em conjunto agora.

Muitas empresas estão estabelecendo metas de redução de carbono, fazendo progressos em direção ao net zero e removendo as emissões de gases de efeito estufa da atmosfera. Entretanto, há evidências crescentes de que estes compromissos atuais não são suficientes.

O propósito da EY de construir um mundo de negócios melhor nos obriga a ir mais longe, mais rápido.  Portanto, a EY se tornará carbono negativo em 2021, e net zero em 2025.

Vamos conseguir isso reduzindo significativamente as nossas emissões absolutas de carbono e, em seguida, removendo ou compensando mais do que a quantidade restante de nossas emissões, todos os anos.

Reduziremos nossas emissões absolutas em 40% nos Escopos 1, 2 e 3 até o FY 25, em relação a uma linha de base do FY 19, consistente com uma meta baseada em dados científicos, tendo como meta a redução de 1,5°c, aprovada pela iniciativa Science Based Targets (SBTi), permitindo que a EY chegue a net zero no FY25.

Nossa ambição de se tornar carbono negativo em 2021 se baseia em nossa conquista de neutralidade de carbono em 2020 e nos ajudará a criar valor a longo prazo para nossos stakeholders.

Acreditamos que se tornar carbono negativo em 2021 e net zero em 2025, reduzindo nossas emissões de acordo com uma meta baseada na ciência, é a ambição certa de se ter.
Steve Varley
Chairman da EY UK&I

Descubra as sete ações ambiciosas de redução de carbono da EY:

A EY se tornará carbono negativo em 2021 e net zero em 2025 fazendo:

  • 1. Redução das emissões de nossas viagens de negócios, com o objetivo de atingir uma redução de 35% até o FY25 em relação ao FY19.

    Embora reconheçamos que muitos serviços da EY exijam viagens de negócios, também sabemos que as viagens aéreas são onde estão nossos principais impactos negativos no meio ambiente, representando aproximadamente 75% das nossas emissões globais de carbono no FY19.

    Reduziremos estas emissões através de:

    • Continuamente incentivar o uso de tecnologias de colaboração virtual que ajudaram as equipes da EY a fornecer um serviço excepcional ao cliente durante a COVID-19.
    • Usando novas ferramentas e tecnologias que ajudam as pessoas da EY a fazer melhores escolhas de viagem e incentivam alternativas mais ecológicas sempre que possível.

    Ao atingir esta redução de 35% até o ano fiscal de 25 anos, a EY evitará a emissão de mais de 2 milhões de toneladas de CO2 do FY19 até o FY25.

  • 2. Reduzir nosso uso geral de eletricidade no escritório e obter 100% de energia renovável para nossas necessidades restantes, ganhando a adesão à RE100 até o FY25.

    A EY será um membro totalmente credenciado da RE100 até o FY25. A RE100 é uma iniciativa global que reúne algumas das empresas mais influentes do mundo comprometidas com a eletricidade 100% renovável. Para atingir esta meta, reduziremos as emissões de carbono do consumo de eletricidade de nosso escritório a zero até o FY25, mudando para 100% de energia renovável.

    Como resultado da introdução de formas inovadoras de trabalho, desde o FY09 conseguimos reduzir nossa ocupação imobiliária de 13,8 m² por pessoa para 7,6m² por pessoa. Ao evitar o uso de 1.9M m² de espaço na última década, tivemos uma redução de mais de 150 mil TCO2e, equivalente ao uso anual de energia de 17.830 casas ou 380 milhões de milhas percorridas por veículos de tamanho médio.

    A partir de 2020, nossas medições globais de emissões Scope 3 incluirão aquelas de nossas pessoas que trabalham em casa, refletindo nossa cultura flexível de trabalho e tendências no trabalho remoto, bem como as mudanças resultantes da pandemia da COVID-19.

  • 3. Estruturação de nossos Contratos de Aquisição de Energia Elétrica (PPAs) para introduzir mais eletricidade renovável do que a EY consome nas redes elétricas.

    Acordamos Contratos de Compra de Energia Virtual (vPPAs) com vários parques eólicos e solares. Através desses acordos, temos um plano para adicionar mais do que o dobro da quantidade de eletricidade que consumimos nas múltiplas redes elétricas nacionais a partir de 100% de energia renovável. Ao fazer isso, compensaremos as emissões de eletricidade de nossos próprios escritórios, reduziremos nossos custos totais de eletricidade e desempenharemos nosso papel na descarbonização do setor de geração de eletricidade.

    Em 2019, Ernst & Young LLP (EY US) assinou um Acordo Virtual de Compra de Energia (vPPA) para financiar e construir dois parques eólicos de grande escala no Texas para usar 100% de eletricidade renovável. No Reino Unido, a Ernst & Young LLP também acordou seu primeiro Contrato de Compra de Energia sem carbono com Lightsource bp, o maior desenvolvedor de energia solar da Europa. A cada ano, os dois projetos gerarão cerca de 510 GWh e 20 GWh, respectivamente. Isto corresponde a quase 50% mais do que os 256GWh de eletricidade consumidos globalmente no FY19.

  • 4. Usando soluções baseadas na natureza e tecnologias de redução de carbono para remover da atmosfera ou compensar mais carbono do que emitimos, todos os anos

    Em dezembro de 2020, lançamos uma colaboração com a South Pole, uma organização com fins lucrativos que investe em soluções e tecnologias baseadas na natureza para remover e compensar as emissões.

    As contribuições da EY através da South Pole ajudarão a preservar ambientes naturais vitais. alinhados com nossa pegada global de carbono e contribuir para projetos de energia renovável, através de:  

    • Proteção da Florestal de Kariba no Zimbabué, que impede que mais de 3,5 milhões de toneladas de dióxido de carbono sejam emitidas anualmente na atmosfera, preservando mais de 780.000 hectares de floresta
    • Restauração florestal de Guanare no Uruguai, onde o reflorestamento de pastagens degradadas está melhorando a qualidade do solo e a biodiversidade

    Através desta colaboração também estamos investindo em projetos eólicos, solares e hidrelétricos, incluindo o Projeto Hidrelétrico Renun River no norte de Sumatra e a Usina Eólica Koru na Turquia.

    Além disso, colaboraremos em projetos distintos de alto impacto, como a remoção e redução de carbono com clientes e participantes de ecossistemas mais amplos.

  • 5. Fornecer às equipes da EY ferramentas para calcular e depois trabalhar para reduzir a quantidade de carbono emitida na realização do trabalho do cliente

    Reconhecemos que a execução de projetos voltados para o cliente resulta em emissões de carbono e que muitos clientes da EY querem trabalhar juntos para reduzi-las. Para isso, forneceremos a todas as equipes da EY ferramentas, incluindo a Calculadora de Carbono do Engajamento da EY, que permite avaliar e, em seguida, reduzir a quantidade de carbono emitida na entrega de um trabalho para o cliente. 

    Isso também permitirá que as equipes de projetos da EY compartilhem esforços de redução diretamente com os clientes. Os clientes da EY nos disseram que gostariam de colaborar ainda mais para reduzir nosso impacto coletivo no planeta e, ao relatar isso, pretendemos alcançar coletivamente um melhor desempenho ambiental e empresarial.

  • 6. Exigindo que 75% dos fornecedores da EY, por meio de investimentos, definam metas baseadas na ciência até no máximo o FY25

    Estabelecemos como um objetivo para os fornecedores que correspondem a 75% dos gastos da EY. Eles precisam definir uma meta de redução de carbono aprovada pela SBTi até o FY25. Colaboraremos com todos os fornecedores para ajudá-los em suas jornadas para o credenciamento SBTi e a descarbonização dos produtos e serviços que adquirimos deles. Ao trabalhar com os fornecedores e incentivá-los a trabalhar conosco, multiplicaremos ainda mais o impacto da posição carbono negativo da EY.

  • 7. Investir em serviços e soluções da EY que ajudem os clientes a criar valor a partir da descarbonização de seus negócios e fornecer soluções para outros desafios, e oportunidades de sustentabilidade

    A maior diferença que podemos fazer é ajudar os clientes da EY em suas jornadas para descarbonizar seus negócios, criando valor para todos os stakeholders a partir de ações sustentáveis, incluindo valor financeiro para seus investidores. Vamos aumentar os investimentos nos serviços e soluções que continuarão a fazer da EY uma líder global em sustentabilidade.

    Isso inclui um aumento significativo nos investimentos em nossa área de Mudanças Climáticas e Serviços de Sustentabilidade , juntamente com a nossa linhas de EstratégiaConsultoria e Tax . Os clientes da EY estão cada vez mais pedindo apoio na criação de valor a partir da sustentabilidade, acelerando sua transição para um futuro de baixo carbono e navegando nos desafios e oportunidades da arena do ESG (Ambiental, Social e Governança).

    Aumentaremos o investimento em várias de nossas principais Alianças para ajudar os clientes a tirar proveito das soluções tecnológicas de ponta disponíveis hoje. Também continuaremos realizando atividades em numerosas alianças de sustentabilidade multi-stakeholder: no trabalho sobre métricas e relatórios com o World Economic Forum International Business Council, na criação e liderança do S30, na adesão à Aliança dos CEO Climate Leaders e no trabalho com o Pacto Global da ONU e o World Business Council for Sustainable Development.  

    Também continuaremos a investir em nossos pessoas, dando a elas habilidades e conhecimentos necessários para liderar a ação climática em casa, no trabalho e na entrega de um serviço excepcional ao cliente.

    No ano passado, a EY criou dois programas de treinamento com elementos de sustentabilidade: o  MBA da EY Tech  e o programa EY Badges. O EY Badges oferece aprendizado estruturado para as pessoas da EY ganharem credenciamento em vários assuntos, incluindo um Badge em Sustentabilidade e Mudanças Climáticas. O MBA da EY Tech pela Hult International Business School permite que as pessoas da EY naveguem pelos desafios de tecnologia, liderança e negócios pela frente. Indivíduos que estudam para o MBA criam seu próprio currículo pessoal a partir de uma ampla gama de áreas temáticas, incluindo propósito, bem-estar pessoal, diversidade e inclusão e sustentabilidade.

A transformação da EY para se tornar carbono negativo está associada a um foco em apoiar os clientes da EY a fazerem o mesmo, permitindo assim, aumentar nosso impacto além da nossa própria organização. Ao usar nosso poder de convocação para compartilhar nossas experiências, serviremos como um catalisador para a mudança, colaborando com outras pessoas para encontrar soluções juntas.

Colaborar é essencial para inovar e acelerar rumo a um futuro mais sustentável. Toda organização tem um papel crítico e positivo a desempenhar, e nós nos inspiramos naqueles que já impulsionam mudanças sustentáveis.
Carmine Di Sibio
EY Global Chairman and CEO

Essa ambição reflete as expectativas em mudança dos stakeholders da EY, especialmente das pessoas da EY. É uma das maneiras pelas quais estamos oferecendo nosso propósito de construir um mundo de negócios melhor e criar valor a longo prazo - fazendo nossa parte para combater as mudanças climáticas e proteger o planeta.

No processo de nos tornarmos neutros em carbono em 2020, continuamos nos perguntando o que mais poderíamos fazer. A crise da COVID-19 reduziu nossas emissões de viagens de negócios e as equipes da EY ainda conseguiram fornecer um serviço excepcional ao cliente. Isso nos deu uma nova perspectiva sobre como um futuro de baixo carbono poderia parecer e nos fez desafiar a opção fácil de reverter aos velhos hábitos à medida que o mundo se recupera.

Também vimos um impulso em torno de nós, com empresas e países inteiros definindo metas de emissão zero. Mas sabíamos que tínhamos que ir além disso para causar um impacto ainda maior e acelerar nossa própria transição para um futuro de baixo carbono. Queríamos ter certeza de que o fizemos de uma forma que impulsivasse o desempenho dos negócios, permitindo-nos criar valor e novas oportunidades a partir da sustentabilidade.

As 300.000 pessoas da EY em todo o mundo nos encorajaram a nos forçar mais e nos tornar carbono negativos. Ser negativo em emissões de carbono irá envolver e inspirar as pessoas da EY, incentivando-as a serem mais atenciosas e conscientes sobre seu impacto no clima, continuando a fornecer um serviço excepcional ao cliente. Ele também construirá a reputação das firmas membros da EY como empregadores de escolha, atraindo talentos que cada vez mais querem trabalhar para empresas responsáveis.

Nenhuma organização pode fazer isso sozinha. Estamos orgulhosos de seguir os caminhos dos pioneiros da sustentabilidade que nos inspiraram e motivaram, e de trabalhar com organizações afins neste ambicioso projeto daqui para frente.

Usaremos nosso poder de convocação para impulsionar a mudança além de nossos próprios muros, alavancando nosso envolvimento com organizações e iniciativas para moldar políticas e regulamentos. Isso inclui nosso trabalho com o S30, o Fórum Econômico Mundial (incluindo o WEF International Business Council), COP26, o Pacto Global da ONU, o Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável, a campanha Race to Zero e muito mais. Através dessas colaborações, ganharemos impulso necessário no movimento rumo a negócios de baixa emissão de carbono e sustentabilidade, que protege e cria valor para todos.

  • Definições

    Alvo baseado na ciência (SBT)

    Uma meta de redução de gases de efeito estufa para reduzir as emissões de uma organização de acordo com a ciência climática e com o objetivo do Acordo de Paris de limitar o aquecimento global para o nível pré-industrial em 1,5˚C.

    Carbono neutro

    O resultado de uma organização remover e compensar emissões equivalentes à sua pegada de carbono a cada ano.

    Carbono negativo

    O resultado de uma organização tanto reduzindo suas emissões de acordo com seu SBT de 1,5˚C quanto investindo em soluções baseadas na natureza e em tecnologias para remover e compensar mais carbono do que emite a cada ano.

    Net zero. O ponto em que uma organização alcançou seu SBT 1.5˚C e removeu suas emissões residuais da atmosfera.

    Escopos de Emissão

    As emissões são divididas em três categorias pelo Protocolo de Gases de Efeito Estufa:

    • Escopo 1: Todas as emissões diretas das atividades de uma organização ou aquelas sob seu controle
    • Escopo 2: Emissões indiretas de eletricidade comprada e utilizada por uma organização
    • Âmbito 3: Todas as outras emissões indiretas das atividades de uma organização, excluindo a eletricidade

    Para a EY, o escopo 1 e 2 está em grande parte relacionado à energia do escritório, enquanto o escopo 3 é de viagens de negócios.

Resumo

A EY se tornará carbono negativo em 2021 e net zero no FY25. Vamos conseguir isso reduzindo significativamente as nossas emissões absolutas de carbono e, em seguida, removendo ou compensando mais do que a quantidade restante de nossas emissões, todos os anos.

Nossa nova ambição de carbono se baseia em nossa conquista da neutralidade de carbono em 2020 e nos ajudará a criar valor a longo prazo para nossos stakeholders.